Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 de janeiro de 2019

Discurso de Putin pelo Ano Novo 2019


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/novygod2019




Eis o discurso de Ano Novo pronunciado pelo Presidente de Todas as Rússias, Vladimir Putin, desejando que todos os cidadãos tenham um próspero 2019. O discurso mesmo é bem curto, mas o vídeo original, transmitido pelo Canal 1 estatal, tem ainda uma abertura alongada por várias repetições da Marcha Presidencial e, no final, o Hino Nacional da Rússia tocado e cantado, com filmagens noturnas do Kremlin e arredores de Moscou. Não legendei o hino pela razão óbvia de que já fiz vários vídeos com ele, e o discurso de Putin eu mesmo traduzi direto do texto original em russo.

Esta é a primeira vez que traduzo e legendo um discurso de Ano Novo de um presidente da Rússia, ou mesmo de um chefe de Estado da antiga URSS. Antes, os discursos, mesmo que filmados, eram tirados de ocasiões diversas, mas nunca do Réveillon, sendo que na Rússia essa data mesma é considerada mais importante do que os próprios natais católico e ortodoxo (este, comemorado com atraso de 13 dias). Vladimir Putin costuma falar bem pouco, e o resto fica por conta da beleza das paisagens da capital russa, além de um dos sons mais lindos da Terra, na minha opinião, que é o badalar do carrilhão do Kremlin, com seu enorme relógio. O discurso deste ano possui um significado especial, porque 2018 foi um ano de muitas turbulências internas e externas na Rússia, da Copa do Mundo FIFA às eleições presidenciais, passando pelas sanções ocidentais e a crise econômica.

As eleições deste ano sagraram Putin como o mandatário definitivo do país, sem mínima possibilidade de outros candidatos concorrerem: seu maior contestador esteve preso, e os outros não têm amparo popular. Mesmo assim, os 66% de votos e o alto índice de abstenção passam longe da imagem de uma república plebiscitária, embora nos fatos o partido Rússia Unida e seu ídolo controlem a maioria das instituições. Permanecem muitos hábitos da era soviética, e a corrupção e o burocratismo seguem sem solução. Por outro lado, pesquisas recentes têm mostrado que a nostalgia dos russos pelo período comunista atingiu um máximo histórico, mesmo entre aqueles que não eram nascidos. Isso se explica porque Putin está gradualmente fazendo reformas, em plena Copa do Mundo, em alguns direitos básicos, como a previdência, causando a ira nacional. Nos últimos anos, os russos têm sentido seu padrão de vida cair, ante a queda no preço do petróleo e as sanções econômicas impostas pelos EUA e pela União Europeia.

Essa ira do Ocidente está relacionada também com algo que está desgastando a imagem e a saúde de Putin: as tensões com a Ucrânia e o apoio a separatistas no leste do país vizinho, de maioria linguística russa. Claro que a fonte maior de brigas tem sido a anexação da Crimeia (também de maioria russa) por Moscou, enquanto Kyiv se via às voltas com Euromaidan e a renúncia do presidente Ianukovych. O atual presidente nacionalista, Petro Poroshenko, agora tem brigado por causa de disputas navais no estreito do mar de Azov, que é “fechado” por uma estreita faixa de terra que liga a Crimeia a um pequeno território russo local. A ponte que Putin construiu ligando os dois lados consumiu escassos recursos financeiros, que junto com as aventuras militares na Síria em apoio a Bashar al-Assad deixaram pouco espaço pras pensões e aposentadorias, que há tempos estão congeladas.

É com tudo isso no pensamento que o Presidente de Todas as Rússias chama o povo a se unir num só esforço pra reconstruir a economia e fazer avançarem a ciência e a tecnologia. Os russos devem encarar-se com espírito de carinho e fraternidade, e manter isso durante o ano inteiro. Só que na aparência, Putin não está mantendo isso nem nas relações políticas, nem mesmo neste discurso: vejam como apesar das belas palavras, a locução parece ríspida, e a expressão facial parece brava. O ritual tem um quê de forçado, e Vladimir Vladimirovich sabe que é difícil falar essas coisas a um público que lhe vê de forma oposta. Tanto que no vídeo original, o número de descurtidas (não gosto) supera muito o de curtidas (gosto), seja por espectadores que externam em silêncio suas visões, seja por caravanas de ucranianos que podem ter combinado os dislikes em massa.

Seguem abaixo a legendagem no meu canal Eslavo (YouTube), o texto original em russo, que copiei aqui porque a fonte dele parece um pouco instável, e a tradução em português. Fiz poucos reparos no próprio original russo, e em português o conteúdo abaixo está menos resumido do que no vídeo e tem pequenas correções que só agora percebi serem necessárias:



Estimados cidadãos da Rússia, caros amigos! O tempo nos aproxima do novo ano de 2019. Fica para trás um dezembro rico e cheio de problemas, no qual corremos para cumprir tarefas inadiáveis, definimos planos para o futuro e, claro, nos preparamos para festejar. E com ansiedade e esperança, aguardamos agora o início do novo ano. Vemos os olhos maravilhados dos meninos; sentimos como ficam felizes os pais, avós e avôs se toda a família está reunida neste momento, e como a ternura e a atenção esquentam seus corações. E ficamos sabendo que isso é a magia de Ano Novo, surgida quando temos o espírito generoso. Ele é exigido quando festejamos e quando trabalhamos, ao ampararmos aqueles que precisam de ajuda, que estão sozinhos ou doentes. Pois os males do outro nunca nos são alheios, e a caridade sempre é paga com o bem, nos concede a alegria de sermos cúmplices.

Caros amigos! Cada um de nós têm agora esperanças próprias, mas todos fazemos muita questão de que nossos próximos tenham saúde, de que em casa reine a concórdia, de que os filhos sejam felizes e de que os sonhos, mesmo os mais profundos, de fato se realizem. Na noite de Ano Novo, como na infância, nós traçamos planos, esperamos por sorte e sucesso. E que assim seja. Mas apesar disso, sabemos bem que conseguir o melhor para si, para sua família e para o país natal só é possível com os próprios esforços e com um trabalho comum em boa ordem. Temos pela frente a resolução de muitas tarefas essenciais na economia, na ciência e na tecnologia, na saúde, na educação e na cultura. E a principal delas será conseguir aumentar gradualmente o bem-estar e a qualidade de vida, para que todos os cidadãos da Rússia, cada um de nós, já sintam no ano que começa as mudanças para melhor. Somente juntos podemos fazer isso. Nunca tivemos e nunca teremos ajudantes. E por isso é importante sermos como uma equipe coesa, unida e forte. E que a amizade e as boas esperanças que estão agora unindo todos também nos sigam no futuro, ajudem no trabalho e na conquista dos objetivos comuns.

Caros amigos! Apenas alguns segundos nos separam do novo ano de 2019. Vamos desejar felicidade àqueles que estão ao nosso lado, dizer a todos os queridos nossos as mais calorosas palavras, parabenizar nossos pais, abraçar os filhos com ternura e força, abrir nossos corações ao encontro uns dos outros. Pois quando milhões de pessoas experimentam essas sensações radiantes, o mundo fica cheio de amor e confiança.

Desejo sinceramente a vocês alegria e prosperidade, e à nossa pátria, nossa amada Rússia, sucessos e florescimento. Boas festas, feliz Ano Novo de 2019!


Уважаемые граждане России! Дорогие друзья! Время приближает нас к новому 2019 году. Позади насыщенный, полный забот декабрь, когда мы торопились завершить неотложные дела, уточняли планы на будущее и, конечно, готовились к празднику. А сейчас мы с волнением и надеждой ждем наступления нового года. Видим восторженные глаза малышей; чувствуем, как рады родители, бабушки и дедушки, если вся семья в эти минуты вместе, а их сердца согреты чуткостью и вниманием. И понимаем, что вот оно – новогоднее волшебство, и создает его наша душевная щедрость. Она востребована и в праздники, и в будни, когда мы поддерживаем тех, кто нуждается в помощи, кто одинок или болен. Ведь чужой беды действительно не бывает, а милосердие всегда откликается добром, дарит радость соучастия.

Дорогие друзья! У каждого сейчас свои ожидания, но по большому счету все мы хотим, чтобы близкие были здоровы, чтобы в доме царило согласие, дети радовали, а мечты, даже самые сокровенные, обязательно сбывались. В новогоднюю ночь, как в детстве, мы загадываем желания, ждем везения и удачи, и пусть они будут. Но все же мы точно знаем, что добиться лучшего для себя, для своей семьи, для родной страны можно лишь собственными усилиями, общей слаженной работой. Нам предстоит решить немало насущных задач в экономике, науке и технологиях, в здравоохранении, образовании и культуре. И главное – шаг за шагом добиваться повышения благосостояния и качества жизни. Чтобы все граждане России, каждый из нас, уже в наступающем году почувствовал перемены к лучшему. Сделать это можем мы только вместе. Помощников у нас никогда не было и не будет. И поэтому нам важно быть сплоченной, единой, сильной командой. И пусть дружба и добрые надежды, которые объединяют всех сейчас, сопровождают нас в будущем, помогают в работе, в достижении общих целей.

Дорогие друзья! Всего несколько секунд отделяют нас от нового 2019 года. Давайте пожелаем счастья тем, кто рядом, скажем всем, кто дорог, самые теплые слова, поблагодарим родителей, нежно и крепко обнимем детей, раскроем свои сердца навстречу друг другу. Ведь когда миллионы людей испытывают такие светлые чувства, мир наполняется любовью и доверием.

Искренне желаю вам радости и благополучия, а нашей родине, нашей любимой России – успехов и процветания. Поздравляю вас с праздником, с новым 2019 годом!