Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17 de janeiro de 2019

Tripulação é uma só família: URSS 1973


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/ekipazh




Voltando um pouco ao hábito de legendar canções militares soviéticas, estou apresentando um vídeo sugerido pelo pessoal do nosso grupo no WhatsApp. Essa montagem tem a música que se chama “Экипаж – одна семья” (Ekipazh – odna semia), A tripulação é uma só família, e é um dos patrimônios da Marinha da URSS, agora Marinha da Rússia. Mesmo hoje, os militares ainda a cantam muito, e os russos em geral têm especial carinho por ela. Foi composta em 1973 por Iuri Pogorelski (letra) e Viktor Pleshak (melodia).

Quando nós vemos a letra em russo traduzida, achamos que muitas canções possuem um texto bobo e um conteúdo banal, por causa da simplicidade que se aparenta a nós. Contudo, se conhecemos a língua russa, ficamos sabendo que as músicas desse período eram muito bem feitas no sentido do jogo com as palavras e com sua ordem, das variações sonoras e das ricas rimas. E além de seu vocabulário ser mais amplo, a expressão é mais concisa, permitindo que muito mais coisa seja dita num espaço menor, e de formas muito variadas. No caso específico soviético, a profissão artística era muito valorizada, e as canções de propaganda tinham um papel central na simbolização do regime. Muito do que lá foi composto em russo continua sendo popular na cultura da Rússia republicana, e além disso, o papel das guerras em sua história torna muito próximo do povo, bem mais do que no Brasil, o dia a dia das Forças Armadas.

Iuri Mikhailovich Pogorelski (1933-2008) nasceu em Leningrado (hoje São Petersburgo) e foi um dramaturgo, jornalista, escritor, letrista e poeta. Seu pai trabalhava no Ministério dos Transportes Fluviais, mas ele morreu quando Iuri ainda era pequeno, o que o obrigou a cedo trabalhar numa fábrica, onde seus primeiros poemas foram publicados. Após servir no Exército Vermelho, estudou pra trabalhar na imprensa, mas até o fim da vida permaneceu nas artes. Uma de suas letras mais famosas é esta mesma, cuja melodia é de Viktor Vasilievich Pleshak (n. 1946), célebre compositor de música teatral, orquestral e popular. Também nascido em Leningrado, teve excelente formação acadêmica e participou das principais uniões nacionais de compositores e por outras causas. Recebeu muitos títulos e prêmios por sua vasta obra, que já teve a interpretação de artistas tão famosos como Eduard Khil, Iosif Kobzon e Anna Kovalchuk.

A montagem em vídeo foi feita pelo russo Aleksei Ivanov, que tem um perfil no VKontakte, e apenas legendei e cortei o quadro. Eu mesmo traduzi direto do russo, com base na letra oferecida no conhecido site SovMusic.ru. A expressão Voienny flot significa literalmente “marinha de guerra” ou “frota militar”, mas como geralmente temos no Brasil as Forças Armadas subentendidas, traduzi apenas como “marinha”. Uma das versões mais famosas é com o Mr. Trololo, sob o nome As estrelas nos chamam (Zovut nas zviozdy), mas não parece ele que está no áudio abaixo. Seguem minha legendagem, que postei no canal Eslavo (YouTube), a letra em russo e a tradução em português:




1. Нам нужны такие корабли на море,
Чтобы мы могли с любой волной поспорить.
Маяки нужны и нужен нам локатор,
А ещё нам верные нужны ребята.

Припев (2x):
И тогда вода нам как земля.
И тогда нам экипаж семья.
И тогда любой из нас не против –
Хоть всю жизнь служить в военном флоте.

2. Нам для службы на море нужны походы,
И приветы из дому в далёких водах,
И чтоб не терять минут свободных даром
Нам, конечно, в кубрике нужна гитара.

(Припев 2x)

3. Нам нужны для службы якоря и тросы,
Нужен нам устав, что помнят все матросы.
Нужен флаг, что реет над волною синей,
А всего нужнее Родина-Россия.

(Припев 2x)

____________________


1. Precisamos destes navios no mar
Para podermos encarar qualquer onda.
Precisamos de faróis, precisamos do radar,
E também precisamos de rapazes devotados.

Refrão (2x):
E então a água nos será como terra.
E então a tripulação nos será família.
E então nenhum de nós vai se recusar
A servir por toda sua vida na marinha.

2. Para servir no mar, precisamos de missões
E de lembranças de casa nas águas distantes,
E para não desperdiçarmos os minutos livres
Precisamos, é claro, do violão no alojamento.

(Refrão 2x)

3. Para servir, precisamos de âncoras e cabos,
E do regulamento que todo marinheiro decora,
E da bandeira que tremula sobre a onda azul,
E mais que tudo precisamos da Pátria Russa.

(Refrão 2x)