Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

22 de junho de 2018

Gianni Morandi – “Non son degno di te”


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/degno


Aproveitando o súbito sucesso de Parla più piano em legendagem minha, postei no meu canal Eslavo (YouTube) as três canções mais famosas que o italiano Gianni Morandi gravou no início de sua carreira artística. A segunda delas se chama Non son degno di te (Não sou digno de você), e é o núcleo de um filme de mesmo nome dirigido em 1965 também por Ettore Maria Fizzarotti. Faz parte de um subgênero do cinema italiano chamado “musicarello”, que teve seu apogeu nos anos 60 e 70 e se caracterizava por promover um cantor famoso e um novo disco seu, bem como pela constante referência à moda e à juventude da época. As tramas eram temperadas por praia, paqueras, diversão e dança, e obviamente se tocava música atrás de música.

A canção Non son degno di te também tem letra de Franco Migliacci e melodia de Bruno Zambrini, e além de firmar o sucesso nacional de Morandi, continuou a atuação dele com Laura Efrikian, por quem se apaixonaria e seria casado de 1966 a 1979. Ela fez Carla Todisco, a outra protagonista, que continuava a história de In ginocchio da te (1964) e seguiria em Se non avessi più te (1965), formando uma trilogia baseada em sucessos de Morandi. A história continua com ele (Gianni Traimonti) prestando o serviço militar em Nápoles e mantendo o romance com Carla, filha de seu comandante e pra quem prepara uma grande festa de noivado. Mas Giorgio, o já citado colega de Gianni, se apaixona então por ela, e tenta se aproximar, enquanto Gianni está em Roma gravando um disco. Quando ele se declara a Carla e a beija, mesmo ela tendo recusado a proposta, Gianni chega bem nessa hora e se decepciona. Após ele finalmente ler uma das cartas explicativas dela, que tinham sido escondidas por Giorgio, ele faz uma “serenata” na janela com Non son degno di te, e eles reatam.

É com essa canção e essa cena que o filme se encerra, mas no início Morandi também tinha cantado de novo In ginocchio da te. Logo depois de lançado o filme, Paulo Queiroz traduziu poeticamente em português como Não mereço você (um achado!), e foi gravada por Agnaldo Rayol e Agnaldo Timóteo, dois gênios da música brasileira. Já literalmente, eu mesmo traduzi direto do italiano, e legendei o trecho de vídeo que se encontra nesta página. Há outras legendagens em português no YouTube, mas longe de as refutar, estou completando com minha própria interpretação. Eu pesquisei as informações na Wikipédia italiana e copiei as letras desta página. Seguem abaixo minha legendagem, o texto italiano e a tradução em português:


____________________


Non son degno di te,
Non ti merito più,
Ma al mondo, no,
Non esiste nessuno
Che non ha sbagliato una volta.

E va bene così,
Me ne vado da te,
Ma quando la sera
Tu resterai sola,
Ricorda qualcuno che amava te.

Sui monti di pietra
Può nascere un fiore.
In me questa sera
È nato l’amore per te.

E va bene così,
Me ne vado da te,
Ma al mondo, no,
Non esiste nessuno
Che non ha sbagliato una volta,
Amor.

Sui monti di pietra
Può nascere un fiore.
In me questa sera
È nato l’amore per te.

Non son degno di te,
Non ti merito più,
Ma quando la sera
Tu resterai sola,
Ricorda qualcuno che amava te,
Amore, amor, amor...

____________________


Não sou digno de você,
Não mereço mais você,
Mas no mundo não,
Não existe ninguém
Que não errou nenhuma vez.

Então tá bom assim,
Eu vou deixar você,
Mas quando de noite
Você estiver sozinha,
Lembre-se de quem te amava.

Nos montes de pedra
Pode nascer uma flor.
Em mim nesta noite
Nasceu o amor por você.

Então tá bom assim,
Eu vou deixar você,
Mas no mundo não,
Não existe ninguém
Que não errou nenhuma vez,
Amor.

Nos montes de pedra
Pode nascer uma flor.
Em mim nesta noite
Nasceu o amor por você.

Não sou digno de você,
Não mereço mais você,
Mas quando de noite
Você estiver sozinha,
Lembre-se de quem te amava,
Amor, amor, amor...