Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

8 de junho de 2018

“Passarinho quer dançar”: Gugu e SBT


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/vogeltanz


Muito por acaso, encontrei uma canção eslovena que tinha a mesma melodia do Baile dos passarinhos (“Passarinho quer dançar, o rabicho balançar...”), conhecida na voz do apresentador Gugu Liberato (canal SBT) entre os anos 80 e 90. Quem era então criança, como eu, vai lembrar. Pesquisando melhor, descobri que era uma antiga melodia alemã tocada nas Oktoberfests, composta nos anos 50 pelo alemão Werner Thomas. O nome original era Der Ententanz (A dança dos patos), mas nos anos 70 passou a ser conhecida como Vogeltanz (A dança do pássaro) ou Vogerltanz (A dança do passarinho). Apesar de vários músicos a terem gravado e até escrito algumas letras, nada disso fez grande sucesso, nem mesmo nos EUA.

Somente em 1980, o conjunto holandês De Electronica’s regravou a melodia com o nome De Vogeltjesdans (A dança dos passarinhos), que se tornou um baita hit no Ocidente, sendo gravada em muitos países, com diversos títulos e, agora, letras. Mas mesmo uma primeira letra em holandês não emplacou. Na própria Alemanha, o cantor Frank Zander gravou sua própria versão (com letra dele, mais Terry Rendall e Renee Marcard) em 1981, reintitulada Ja, wenn wir alle Englein wären (Sim, se fôssemos todos anjinhos), num álbum assinado como “Fred Sonnenschein und seine Freunde (e seus amigos)”. Essa música se tornou um dos hits mais famosos e tocados da história da Alemanha, e o vídeo sem legendas, que está no canal do próprio cantor, foi gravado na transmissão de 17 de novembro de 1996 do programa Musik liegt in der Luft, apresentado por Dieter Thomas Heck de 1991 a 1998.

Frank Kurt Zander é cantor, ator, apresentador, músico e compositor e alemão nascido em 1942. Louco por futebol, começou sua carreira como vocalista e guitarrista de uma banda, mas nos anos 70 entrou na carreira solo. A referida dança, que também foi apresentada por Gugu, é uma brincadeira de Oktoberfest chamada “Kükentanz” (Dança da galinha), e tem uma coreografia específica, como vocês podem ver num vídeo caseiro. Em vários países, o título recebe o nome de aves diversas: pato, pássaro, galinha etc., e como nosso apresentador é especialista em aves de duplo sentido... A versão brasileira, segundo vi num vídeo, foi escrita por Edgard Poças, mas Roberto Leal também tem uma letra portuguesa, igualmente um hit da nostalgia infantil.

Fico pensando como as crianças digeriam uma letra tão “politicamente incorreta”, o que também ocorria no Brasil, onde nos anos 80 Gretchen chegava a rebolar e “gemer” (embora com mais roupa) no programa da Mara Maravilha. A versão de Zander nos transmite a interessante mensagem de que não podemos ser certinhos o tempo todo, embora, claro, sejam apenas traquinagens leves, e não crimes. Mais ou menos como se diz que temos de forma complementar “vícios e virtudes”. A antiga dupla austríaca Franz & Ferdl também fez sua própria versão. Eu mesmo traduzi direto do texto alemão, cortei o quadro e legendei. Seguem abaixo a legendagem, que postei no canal Eslavo (versão reserva do Vimeo), a letra em alemão e a tradução em português:


____________________


(Shh, seid doch mal ruhig,
Onkel Fred hat uns was wichtiges zu erzählen...)

1. Gestern Abend im Verein
Trank ich zu viel roten Wein
(Hättst du das bloß nicht gemacht, hahahaha)
Das Theater das war groß,
Fiel der Wirtin auf den Schoß
(Doch der Wirt hat nicht gelacht, hohohoho)
Mann, ich war total im Tran,
Und kam nie zu Hause an
(Und wo warst du über Nacht-Nacht-Nacht-Nacht-Nacht?)
Wachte auf im fremden Bett,
Doch das fand man gar nicht nett
(Wer hätte das von dir gedacht, hahahaha).

Refrain:
Ja, wenn wir alle Englein wären,
Dann wär die Welt nur halb so schön.
Wenn wir nur auf die Tugend schwören,
Dann könnten wir doch gleich schlafen gehn.

2. Mit Diät und Dauertrab
Nahm ich sieben Kilo ab
(Hättst du das bloß nicht gemacht, hahahaha)
Ich trank nur noch Selta pur,
Kannte jede Schlankheitskur
(Was hast du dir dabei gedacht? Hohohoho)
Doch dann kam Besuch aus Bonn,
Ich träum heute noch davon
(Hättst du bloß nicht aufgemacht, hahahaha)
Jeden Abend Riesenschmaus,
Keinen Nachtisch ließ ich aus
Und der Bauch kam wieder raus,
(Hahahaha) Ja.

(Refrain)

3. Auf der Reise nach Paris
Ging es mir im Flugzeug mies
(Hättst du bloß auf mich gehört! Hihihihi)
Und die Blonde Stewardess
Hatte meinetwegen Stress
(Und bestimmt auch umgekehrt. Hohohoho)
Ich war so dankbar und galant
Und bat sie um ihre Hand
(Das war ganz und gar verkehrt hahahaha)
Doch dann vor dem Traualtar
War sie plötzlich nicht mehr da
Nahm den ersten besten Flug nach Kanada.

(Refrain)

Ja, wenn wir alle Englein wären,
Dann wär die Welt nur halb so schön.
Wenn wir nur auf die Tugend schwören,
Dann könnten wir doch schlafen gehn.

____________________


(Shiu, sem barulho!
Tio Fred tem que falar uma coisa...)

1. Essa noite no clube
Bebi muito vinho tinto
(Você não faria só isso, ha ha ha ha)
Paguei um baita mico,
Caí no colo da dona
(Mas o dono não gostou, ho ho ho ho)
Meu, tava tão bêbado
Que nem achei minha casa
(E onde passou a noite-te-te-te-te?)
Acordei em cama estranha,
Isso não é nada bom
(Quem te viu, quem te vê, ha ha ha ha).

Refrão:
Se fôssemos todos anjinhos,
O mundo só seria meio legal.
Se vivêssemos só na virtude,
Só saberíamos deitar e dormir.

2. Com dieta e corrida
Emagreci sete quilos
(Você não faria só isso, ha ha ha ha)
Só bebia água com gás,
Conhecia cada dieta
(O que você se pretendia? Ho ho ho ho)
Mas saí de Bonn em visita,
Hoje sonho só com isso
(Você não teria só partido, ha ha ha ha)
Cada noite um banquete,
Comi todas sobremesas
E a pança ressuscitou
(Ha ha ha ha) Sim.

(Refrão)

3. Voando para Paris
Não gostei do avião
(Você ia ter me ouvido! Hi hi hi hi)
E a aeromoça loira
Se estressou comigo
(Mas também vice-versa. Ho ho ho ho)
Fui tão grato e gentil
E pedi-lhe sua mão
(Algo totalmente errado, ha ha ha ha)
Mas da frente do altar
Ela sumiu de repente,
Pegou o primeiro voo ao Canadá.

(Refrão 2x)