Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

26 de junho de 2018

Мы – русские! С нами – Бог! (canção)


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/russkie


Muito por acaso, achei esta bonita canção que se encaixa bem com o clima de Copa do Mundo e com a abertura dos jogos, que ocorreu um dia depois que eu a legendei. Ela se chama “Мы – русские! С нами – Бог!” (My – russkie! S nami – Bog!), Somos russos! Deus está conosco!, e foi inspirada na célebre frase de um discurso proferido pelo herói nacional Aleksandr Suvorov. A letra é de Aleksandr Shaganov, conhecido por ter feito muitos outros poemas patrióticos, e a melodia é de Aleksei Poznakhariov. Provavelmente é este quem está cantando, mas não achei mais informações sobre o áudio.

A montagem sem legendas, postada num canal russo, foi feita com imagens de paradas militares do Dia da Vitória (9 de maio). É uma das muitas músicas em estilo militar, criadas nos moldes soviéticos, mas desta vez falando sobre a Rússia, um “novo” país que aspira a se tornar novamente uma potência mundial. Esse tipo de canção aludindo ao país sem o comunismo começou a surgir nos anos 90 e proliferou nos anos 2000, quando Vladimir Putin deu início ao reerguimento nacionalista. Duas coisas parecem não ter dado certo: o socialismo internacionalista e o liberalismo ocidental, daí o poder atual ter copiado do primeiro somente o autoritarismo, e do segundo somente o republicanismo. Como os símbolos patrióticos soviéticos (a começar pela vitória antinazista) ainda tinham apelo junto à população, a ideia foi reelaborá-los às novas condições e ao sempre latente nacionalismo russo, gerando essa peculiar mistura atual.

O nacionalismo patriótico sempre foi uma das marcas da população russa, tanto que esta canção fala em russkie, ou seja, os russos étnicos, e não rossiane, isto é, os cidadãos da Rússia, independente de sua origem cultural. Mesmo na antiga URSS, esse sentimento persistiu, tanto que a língua russa, a RSFS da Rússia e a população russa, maior que todas as outras da união, sempre predominaram. Pra piorar, havia o nacionalismo por parte das outras nacionalidades constituintes (armênios, georgianos, azerbaijanos, ucranianos e bielo-russos: os povos da Ásia Central tinham escasso sentimento nacional, por serem em geral nômades), algo multiplicado com a anexação da Estônia, Letônia, Lituânia e Moldávia em 1945. Em resumo, a União Soviética, que foi em grande parte obra de Stalin como Comissário para as Nacionalidades e recebida por Lenin com estranhamento no começo, nunca se livrou desse empecilho a seu alicerce.

E os russos não devem ser julgados por essa exaltação: povo que sempre viveu com a sensação de estar cercado, sob climas rígidos (quente ou frio), pouca diversidade alimentar e guerras durante os séculos 19 e 20 inteiros, o sentimento patriótico, de pertencer a uma nação, a um coletivo maior, é um de seus poucos alentos. Por isso, ao contrário de grande parte do Ocidente, com sua bonança material e sua mobilidade pra buscar formas de governo mais flexíveis, o autoritarismo estatal acabou por se tornar um mal menor. O imperador, o secretário-geral do PCUS ou o presidente se torna um controlador de liberdades, mas em troca de garantir proteção e sustento num meio tão hostil interna e externamente. Como diria Nicos Poulantzas, o Estado, ao mesmo tempo em que diz representar a vontade geral, concentra todas as contradições existentes numa sociedade.

Eu mesmo traduzi a canção diretamente do russo e legendei o vídeo. Algumas palavras são de matiz claramente arcaico ou poético: obitel (monastério, convento, aqui “refúgio”), dal (distância, comprimento, lonjura), vovek (para sempre, ou “nunca”, em oração negativa), otrinut (recusar, evitar), viuga (nevasca). Nesta página vocês podem ler a letra original, que copiei e também segue abaixo, com a legendagem que postei no canal Eslavo (YouTube) e a tradução em português:


____________________


1. Русская земля – Божия обитель.
Льётся на заре несказанный свет.
Русская земля, кто тебя обидел?
Недругам твоим прощенья нет!
Недругам твоим прощенья нет!

Припев:
Мы – русские. С нами Бог!
Мы – русские. Русские не продают!
За Родину последний вздох!
Мы – русские. Русские идут!
За Родину последний вздох!
Мы – русские. Русские идут!

2. Помнят сыновья светлые молитвы,
Жаворонка звон, даль весенних рек,
За твою любовь мы пройдём все битвы,
Русская земля цвети вовек!
Русская земля цвети вовек!

(Припев)

3. Солнце не сожжёт, вьюга не застудит,
Русские идут, будет светел день,
Русские идут, было так и будет,
Люди, с нами Бог, отринем тень.
Люди, с нами Бог, отринем тень.

(Припев 2x)

____________________


1. A terra russa é um refúgio divino.
Na aurora flui uma luz indescritível.
Quem foi que a ultrajou, terra russa?
Seus inimigos não terão clemência!
Seus inimigos não terão clemência!

Refrão:
Somos russos. Deus está conosco!
Somos russos. Russos não traem!
O último suspiro é pela Pátria!
Somos russos. Os russos avançam!
O último suspiro é pela Pátria!
Somos russos. Os russos avançam!

2. Os filhos lembram orações de luz,
O pio da cotovia, longos rios primaveris,
Por seu amor iremos a todas as lutas,
Floresça para sempre, terra russa!
Floresça para sempre, terra russa!

(Refrão)

3. No Sol mais quente, na neve mais fria,
Russos resistem, o dia vai raiar,
Os russos vão, assim foi e será,
Gente, Deus conosco, evitemos as trevas.
Gente, Deus conosco, evitemos as trevas.

(Refrão 2x)