Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

26 de setembro de 2018

Discurso do Marechal Tito: Zagreb 1977


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/tito-zagreb


Pela primeira vez fiz o que sempre foi meu sonho: traduzir um discurso do iugoslavo Josip Broz, que passou à história como o Marechal Tito, líder da Resistência antinazista e antifascista na 2.ª Guerra Mundial e comandante ditatorial da Iugoslávia socialista de 1945 a 1980, quando morreu. Neste caso, só consegui obter um trecho em servo-croata, transcrito com muito boa vontade por Mario Bezbradica, um colega do YouTube. É um pequeno trecho, mas com a transcrição pude traduzir ao português e legendar esta raridade.

Trata-se de um vídeo feito em Zagreb, capital da Croácia (na época, uma república federal iugoslava), em 27 de setembro de 1977. Eram celebrados os 40 anos de fundação do Partido Comunista da Croácia (sigla KPH ao fundo), que era conhecido como União dos Comunistas da Croácia, tal como a União dos Comunistas da Iugoslávia nacional. Na URSS cada república soviética também tinha seu próprio partido, embora fossem correias de transmissão do PC central. O pai de Tito era croata, e como se pode notar, o líder fala no dialeto ijekavica (base do croata literário moderno), ou seja, algumas palavras com “je” ou “ije” no lugar do “e” sérvio: posjetili, ovdje, još uvijek.

É notável como Tito, já com voz reduzida pela idade, fala “embaraços entre repúblicas”, e ironicamente a Iugoslávia se dissolveu a partir de 1991, em grande parte, por meio da guerra civil com feição racista. De fato, era a personalidade do marechal como chefe da Resistência que dava coesão ao país, e seu falecimento em 1980 começou a ameaçar o todo. Tanto que, ao contrário de vários outros países comunistas, boa parte da população ainda é saudosa do “socialismo”, e mesmo no YouTube, onde todos tiram a máscara, há poucos discursos furiosos contra. Mesmo assim, esse “comunismo nacional” não deixou de ser autoritário, perseguindo opositores e criando um culto em torno da imagem de Tito: vejam como no fim do vídeo canta-se o famoso refrão Druže Tito, mi ti se kunemo (Camarada Tito, somos fiéis a você), ao estilo de um hino religioso.

Eu baixei o vídeo deste ótimo canal, que foi criado há pouco tempo e tem muito material sobre a antiga Iugoslávia, embora trazido de modo muito laudatório e pouco crítico. Como eu disse, o Mario transcreveu pra mim, e eu mesmo traduzi ao português com a ajuda do dicionário da Porto Editora, do Google Tradutor e do Wiktionary. Seguem abaixo a legendagem no meu canal Eslavo (YouTube), a tradução (um pouco encurtada nas legendas) e a transcrição servo-croata nos alfabetos latino e cirílico:


____________________


Estivemos agora numa viagem longuíssima, cerca de 30 mil quilômetros. Visitamos três países: União Soviética, Coreia e China. Fomos recebidos tal como vocês nos recebem aqui. Igualzinho. As pessoas nos conhecem. Somos uma terra multinacional. O inimigo continua agindo de fora, e em proveito próprio, contra nós, contra nossa unidade. Não vamos permitir que os vários fugitivos vendidos, fascistas, como ustašes, chetniks etc., destruam nossas ordenações internas. Se tivermos certos embaraços, digamos, entre repúblicas, vai ser assim. Mas agora temos um novo sistema. Liquidamos essas coisas conversando, e até agora isso tem se mostrado de enorme importância.

____________________


Mi smo sada bili na jednom najvećem putu, oko 30 hiljada kilometara. Posjetili smo tri države. I Sovjetski Savez, Koreju i Kinu. Isto su nas primali kao i ovdje što nas primate. Isto tako. Ljudi znadu o nama. Mi smo mnogonacionalna zemlja. Neprijatelj iz vana još uvijek radi, i to dobro radi za sebe, protiv nas, protiv našega jedinstva. Ne dozvolimo raznim prodanim izbjeglicama, fašistima, ala ustaše i četnici, i tako dalje, da nam razbijaju naše unutrašnje redove. Mi ako imamo izvjesne teškoće, recimo, među republikama, i tako dođe. Ali imamo sad novi sistem. Mi dogovaranjem likvidiramo takve stvari, a do sada se to pokazalo od ogromne važnosti.

____________________


Ми смо сада били на једном највећем путу, око 30 хиљада километара. Посјетили смо три државе. И Совјетски Савез, Кореју и Кину. Исто су нас примали као и овдје што нас примате. Исто тако. Људи знаду о нама. Ми смо многонационална земља. Непријатељ из вана још увијек ради, и то добро ради за себе, против нас, против нашега јединства. Не дозволимо разним проданим избјеглицама, фашистима, ала усташе и четници, и тако даље, да нам разбијају наше унутрашње редове. Ми ако имамо извјесне тешкоће, рецимо, међу републикама, и тако дође. Али имамо сад нови систем. Ми договарањем ликвидирамо такве ствари, а до сада се то показало од огромне важности.