Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

23 de maio de 2018

Merkel fala em inglês (Parlamento, UK)


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/merkel-ingles




Perambulando pelo YouTube, este foi mais um vídeo que achei bem por acaso, e que por causa de sua facilidade e brevidade, também resolvi legendar. Trata-se da chanceler (primeira-ministra) alemã Angela Merkel num dos trechos de seu discurso às duas casas do Parlamento do Reino Unido (a Câmara dos Lordes e a Câmara dos Comuns), na visita de um dia ao país em 27 de fevereiro de 2014. Existe na internet o texto do discurso inteiro em inglês, mas apenas a primeira e a última página, mais ou menos, foram realmente faladas nessa língua. O vídeo sem legendas, que baixei, contém a transcrição, mas informa erroneamente que a visita foi em 28 de fevereiro.

Como se vê, face à crise econômica e de refugiados, já esquentavam as discussões sobre o Brexit, ou seja, a saída do Reino Unido da União Europeia. Sabemos que em 2016 um referendo aprovaria o desligamento, causando uma crise no governo conservador de David Cameron. Na visita de Merkel, ele aparece logo à frente do público, à direita, de gravata roxa. Ao seu lado estão Nick Clegg (gravata dourada), então líder dos Liberais Democratas, e Ed Miliband (gravata azul), chefe do Partido Trabalhista. Nenhum dos três atualmente comanda suas respectivas legendas, e hoje o governo conservador encabeçado por Theresa May (que assumiu logo após o Brexit) lida com problemas de confiança, terrorismo e imigração.

Angela Merkel sempre foi vista como a mulher forte da UE, por causa da desproporcional preponderância política e econômica da Alemanha sobre o bloco, tanto que ela foi recentemente reeleita pra chancelaria. Mas o acolhimento dos refugiados africanos e asiáticos pelo seu governo, considerado excessivo, abalou-lhe a confiança e tornou mais difícil formar um governo em 2018. As desavenças entre os parceiros europeus, várias delas voltadas contra os alemães, também são muitas, e o futuro da União, assim como da democracia representativa, está sendo posto em cheque.

Nesta parte do discurso em inglês, Merkel fala justamente, com sua típica sinceridade, que não era o caso nem de remodelar a UE ao bel-prazer dos britânicos, nem de dar um aviso coletivo de que eles poderiam sair à vontade. Sabemos que fim levou a história, e quem paga o preço não é o continente, mas o Reino Unido. A rápida visita incluiu também conversas privadas com David Cameron e um chá com a rainha. Eu mesmo traduzi direto do inglês e legendei, e seguem abaixo minha legendagem no canal Eslavo (YouTube), a transcrição em inglês e a tradução, sem as reduções exigidas pelas legendas:



I have been told many times during the last few days that there are very special expectations of my speech here today. Supposedly, or so I have heard, some expect my speech to pave the way for a fundamental reform of the European architecture which will satisfy all kinds of alleged or actual British wishes. I am afraid they are in for a disappointment. I have also heard that others are expecting the exact opposite and are hoping that I will deliver the clear and simple message here in London that the rest of Europe is not prepared to pay almost any price to keep Britain in the European Union. I am afraid these hopes will be dashed, too.

Nestes últimos dias, ouvi de muita gente que havia elevadas expectativas quanto a este meu discurso de hoje. Suponho, ou ao menos ouvi, que alguns esperam que ele abra a via para uma profunda reforma do edifício europeu, a qual satisfaria todo tipo de desejo suposto ou real dos britânicos. Temo que eles vão se decepcionar. Ouvi também que outros aguardam exatamente o oposto, esperando que eu dirija a clara e simples mensagem, aqui em Londres, de que o resto da Europa está pouco disposto a pagar o preço de manter o Reino Unido na União Europeia. Receio que também essas esperanças se esvairão.