Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

17 de setembro de 2017

Hino da União Soviética (texto de 1944)


Após mais de três anos, estou realizando um antigo desejo. Hoje e na próxima postagem, estou publicando uma versão fixa das duas letras do Hino Nacional da União Soviética que vigorou de 1944 a 1991. Essa melodia é a mais famosa entre os hinos da Rússia (tanto que hoje está vigorando novamente, com uma terceira letra), e se tornou um ícone cultural entre os aficionados por história do século 20, os comunistas e simpatizantes da antiga URSS e os que, por qualquer razão, têm saudades do mundo bipolar. Na postagem de hoje, vocês vão ler e escutar a letra adotada em 1944 e abandonada em 1956.

Desde quando a URSS foi formada, em 1922, até 1943, ela usou a famosa canção libertária A Internacional como hino nacional. Nos anos 30, começou um concurso pra escolher um novo hino próprio, original, e finalmente, em 14 de dezembro de 1943, o Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista escolheu a melodia de Aleksandr Vasilievich Aleksandrov, consagradíssimo músico, e a letra de Sergei Vladimirovich Mikhalkov e Gabriel El-Registan. O hino foi executado em público pela primeira vez em 1944. A letra continha menções laudatórias a Stalin e aos combates da 2.ª Guerra Mundial.

Em 1956, no rastro do processo político chamado “desestalinização” e liderado por Nikita Khruschov, o hino passou a ser executado sem letra. Além dos óbvios incômodos causados pelos elogios a Stalin, a referência à Segunda Guerra, mais exatamente na terceira estrofe, estava agora superada num contexto de relativa paz e busca pela inserção mundial da URSS. Em 1970, o mesmo Mikhalkov preparou uma versão corrigida da antiga letra, que começou a ser usada em 1971 e foi enfim ratificada pelo Presidium do Soviete Supremo em 27 de maio de 1977, pra coincidir com o jubileu da Revolução de Outubro.

O hino soviético também foi o da RSFS da Rússia até 23 de novembro de 1990, quando ele se tornou apenas da URSS inteira e aquela república adotou a Canção Patriótica. Em 26 de dezembro de 1991, também foi executado pela última vez como hino da União Soviética, a qual tinha sido dissolvida no dia anterior, com a renúncia de Mikhail Gorbachov. A melodia foi enfim recuperada em 2000, pra integrar o novo Hino Nacional da Federação Russa, com letra quase toda modificada mais uma vez por Sergei Mikhalkov.

Ainda hoje, a versão do hino da URSS usada de 1944 a 1956 é um monumento estimado pelos admiradores de Stalin, pois ela seria a canção verdadeira, antes que começasse a “desestalinização”, iniciativa repudiada pelos marxistas-leninistas. Na Letônia, Lituânia, Geórgia e Ucrânia, é proibido por lei executar publicamente o hino da antiga URSS, assim como empregar em público símbolos comunistas. No mundo cultural, a melodia também é atualmente usada em jogos eletrônicos e por bandas musicais alternativas ou engajadas.

O primeiro texto com que fiz as legendas foi uma tradução coletiva da turma de Russo II no Centro de Ensino de Línguas (CEL) da Unicamp, ministrado por Nivaldo dos Santos e o qual eu mesmo frequentei. Isso foi no segundo semestre de 2007, e o professor também fez a revisão final, mas só fiz o vídeo no fim de 2010. Não acredito que eu tenha mudado substancialmente a letra ao passá-la no computador, mas me lembro de tê-la publicado já duas vezes em formato escrito: em julho de 2010, no meu antigo blog “Pensadores Libertos”, hoje extinto, e (mas não tenho certeza) no atual Materialismo.net, do qual já apaguei. No canal Eslavo (YouTube), carreguei a primeira legendagem em dezembro de 2010, e a segunda, apenas em julho deste ano. As novas legendas são uma tradução totalmente reformulada, e inseridas de acordo com os padrões profissionais.

Como se supõe, eu traduzi o segundo texto e fiz as legendas, tendo inclusive montado o primeiro vídeo. Pra segunda versão, eu baixei desta página o vídeo sem legendas, porque sendo essa letra um monumento dos fãs de Stalin, não tinha sentido eu querer fazer uma montagem “neutra”. A diferença está apenas em que eu recortei o enquadramento do vídeo. Há ainda outras duas versões, com vídeos coloridos de paradas com Stalin: a de um canal especializado no período e a de um canal pessoal. Seguem mais adiante as duas legendagens em ordem cronológica, o texto oficial que tirei da Wikipédia russa e a tradução em português:




____________________


Союз нерушимый республик свободных
Сплотила навеки Великая Русь.
Да здравствует созданный волей народов
Единый, могучий Советский Союз!

Славься, Отечество наше свободное,
Дружбы народов надёжный оплот!
Знамя советское, знамя народное
Пусть от победы к победе ведёт!

Сквозь грозы сияло нам солнце свободы,
И Ленин великий нам путь озарил:
Нас вырастил Сталин – на верность народу,
На труд и на подвиги нас вдохновил!

Славься, Отечество наше свободное,
Счастья народов надёжный оплот!
Знамя советское, знамя народное
Пусть от победы к победе ведёт!

Мы армию нашу растили в сраженьях.
Захватчиков подлых с дороги сметём!
Мы в битвах решаем судьбу поколений,
Мы к славе Отчизну свою поведём!

Славься, Отечество наше свободное,
Славы народов надёжный оплот!
Знамя советское, знамя народное
Пусть от победы к победе ведёт!

____________________


A união indestrutível das repúblicas livres
Foi coligada para sempre pela Grande Mãe-Rússia.
Viva, formada pela vontade dos povos,
Unida e poderosa União Soviética!

Glória à nossa Pátria livre,
Forte sustento da amizade dos povos!
Que a bandeira soviética, bandeira popular
Esteja à frente, de vitória em vitória!

Por entre tormentas nos brilhou o sol da liberdade,
E o grande Lenin iluminou nosso caminho:
Stalin nos educou e nos inspirou
Ao trabalho, heroísmo e dedicação ao povo!

Glória à nossa Pátria livre,
Forte sustento da felicidade dos povos!
Que a bandeira soviética, bandeira popular
Esteja à frente, de vitória em vitória!

Formamos nosso exército nos combates.
Varreremos os infames invasores do caminho!
Nas lutas decidimos o destino de gerações,
Conduziremos nossa Pátria até a glória!

Glória à nossa Pátria livre,
Forte sustento da honra dos povos!
Que a bandeira soviética, bandeira popular
Esteja à frente, de vitória em vitória!