Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

27 de setembro de 2017

Marcha do Regimento Preobrazhenski


Em agosto passado, enquanto eu estava legendando os hinos da Rússia tsarista, a espectadora Gilmara Azevedo de Souza me pediu uma canção que ela dizia ser um hino não oficial do século 17. Eu não conhecia essa música, mas se chamaria Marcha Preobrazhenski ou algo do tipo, e de fato seu nome completo é “Марш Лейб-гвардии Преображенского полка” (Marsh Leib-gvardii Preobrazhenskogo polka), Marcha do Regimento de Preobrazhenski da Guarda Imperial. Também é chamada de Marcha do Preobrazhenski ou Marcha de Pedro, o Grande, mas em síntese é uma canção marcial utilizada em diversas cerimônias oficiais com presença de militares, desde o tempo do tsar Pedro 1.º. Sendo usada ainda hoje, principalmente nas Paradas da Vitória de 9 de maio, é uma das marchas russas mais conhecidas, ladeada com a célebre Despedida da Eslava.

Essa foi uma das músicas cuja história foi mais difícil pra eu sintetizar, embora a tradução e a confecção do vídeo tivessem sido facílimas. O Regimento de Preobrazhenski, um dos mais antigos e elitizados do Exército da Rússia (por isso, permanece mítico até hoje), foi fundado em 1691 por Pedro, o Grande, e em 1700 passou a fazer parte da Guarda Imperial, fundada pelo mesmo imperador e destinada essencialmente à sua proteção. O nome provém do vilarejo de Preobrazhenski, perto de Moscou, onde o regimento foi formado, e preobrazhenie significa, originalmente, “transfiguração” (de Cristo, no monte Tabor). Na década de 1710, a musicalidade passou a ser regulamentada entre as tropas, e na mesma época surgiu a chamada Marcha do Preobrazhenski. Apesar das muitas pesquisas e debates, nunca se soube ao certo quem foi o autor, enquanto a letra (a variante mais conhecida), do século 19, também tem poeta anônimo.

De 1856 a 1917, o relógio da Torre do Salvador no Kremlin de Moscou tocava a melodia da Marcha do Preobrazhenski ao meio-dia e às 6 da tarde. Após a Revolução de Fevereiro (e isso responde às dúvidas de muitos conhecidos), a música foi usada informalmente por muitos como “hino nacional” no lugar de Deus salve o Tsar!, e enfim proibida com o Outubro bolchevique. Mas o Exército Branco continuou a empregando, assim como a emigração russa no Ocidente, que a tocava em suas cerimônias oficiais. Na URSS, aparecia apenas em filmes históricos, sendo usada nas paradas uma versão bem modificada, até ser plenamente restaurada na Rússia pós-soviética. É corrente inclusive em exércitos ocidentais, e dentro e fora da Rússia sofreu várias elaborações.

Se é que alguém notou, nem todas as minhas traduções de hinos oficiais e não oficiais foram estritamente literais, principalmente pra manter um uso equilibrado do espaço gráfico nos vídeos legendados. Da mesma forma, eu quis descomplicar as letras ou suprimir conceitos inúteis, quando isso não afetava o significado. Esta postagem inicia a subsérie dos hinos não oficiais da Rússia e da URSS, e a próxima missão será a legendagem, com carregamento no meu canal Eslavo (YouTube) e incorporação aqui no blog, dos hinos das Repúblicas da antiga URSS, nem todos eslavos.

Pro presente hino, eu tirei o áudio e a letra desta página, onde se ouve também a versão instrumental. Pra não alongar muito, eu não pus nada tocado, mas apenas cantado, e essa é a versão mais rápida que achei, embora eu só tenha achado em estilo capela. Nesta página tem outra versão cantada e tocada mais lenta, mas não a usei pra não matar vocês de sono. Eu mesmo traduzi, montei e legendei, mais uma vez usando a legenda bilíngue, com o russo transliterado, pra conforto de vocês, conforme meu próprio sistema. Vejam o vídeo duas vezes, lendo uma legenda de cada vez! Seguem abaixo a legendagem, o texto em russo e a tradução em português:


____________________


Знают турки нас и шведы
И про нас известен свет
На сраженья, на победы
Нас всегда сам Царь ведет

C нами труд Он разделяет
Перед нами Он в боях
Счастьем всяк из нас считает
Умереть в Его глазах

Славны были наши деды
Помнят их и швед, и лях
И парил орёл победы
На Полтавских на полях

Знамя их полка пленяет
Русский штык наш боевой
Он и нам напоминает,
Как ходили деды в бой

Твёрд наш штык четырёхгранный
Голос чести не замолк
Так пойдём вперёд мы славно
Грудью первый русский полк

Государям по присяге
Верным полк наш был всегда
В поле брани не робея
Грудью служит он всегда

Преображенцы удалые
Рады тешить мы Царя
И потешные былые
Славны будут век Ура!

____________________


Turcos e suecos nos conhecem
E somos famosos no planeta
Nos combates, nas vitórias
O próprio Tsar sempre nos guia

Conosco Ele divide o esforço
Nas lutas Ele vai à nossa frente
Todos consideramos fortuna
Morrer diante de Sua vista

Foram gloriosos nossos avós
Deles lembram sueco e polaco
E pairava a águia da vitória
Sobre os campos de Poltava

A combativa baioneta russa
Captura o estandarte deles
A nós também ela recorda
Como lutavam nossos avós

Nossa baioneta é mortífera
A voz da glória não se calou
Assim, avançaremos gloriosos
De alma, 1.º regimento russo

Nosso regimento jurou ser
Sempre fiel aos soberanos
Sem temer morrer na guerra
Sempre atuou de coração

Valentes do Preobrazhenski
Gostamos de distrair o Tsar
E os distraídos no passado
Que se gloriem para sempre!