Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

20 de setembro de 2017

Hino da União Soviética (texto de 1977)


Continuo realizando meu desejo de mais de três anos, que é publicar uma versão fixa das duas letras do Hino Nacional da União Soviética que vigorou de 1944 a 1991. Vou acabar repetindo aqui quase tudo o que eu já disse na postagem anterior. Essa melodia é a mais famosa entre os hinos da Rússia (tanto que hoje está vigorando novamente, com uma terceira letra), e se tornou um ícone cultural entre os aficionados por história do século 20, os comunistas e simpatizantes da antiga URSS e os que, por qualquer razão, têm saudades do mundo bipolar. Na postagem de hoje, vocês vão ler e escutar a letra adotada em 1977 e abandonada em 1991.

Desde quando a URSS foi formada, em 1922, até 1943, ela usou a famosa canção libertária A Internacional como hino nacional. Nos anos 30, começou um concurso pra escolher um novo hino próprio, original, e finalmente, em 14 de dezembro de 1943, o Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista escolheu a melodia de Aleksandr Vasilievich Aleksandrov, consagradíssimo músico, e a letra de Sergei Vladimirovich Mikhalkov e Gabriel El-Registan. O hino foi executado em público pela primeira vez em 1944. A letra continha menções laudatórias a Stalin e aos combates da 2.ª Guerra Mundial.

Em 1956, no rastro do processo político chamado “desestalinização” e liderado por Nikita Khruschov, o hino passou a ser executado sem letra. Além dos óbvios incômodos causados pelos elogios a Stalin, a referência à Segunda Guerra, mais exatamente na terceira estrofe, estava agora superada num contexto de relativa paz e busca pela inserção mundial da URSS. Em 1970, o mesmo Mikhalkov preparou uma versão corrigida da antiga letra, que começou a ser usada em 1971 e foi enfim ratificada pelo Presidium do Soviete Supremo em 27 de maio de 1977, pra coincidir com o jubileu da Revolução de Outubro.

O hino soviético também foi o da RSFS da Rússia até 23 de novembro de 1990, quando ele se tornou apenas da URSS inteira e aquela república adotou a Canção Patriótica. Em 26 de dezembro de 1991, também foi executado pela última vez como hino da União Soviética, a qual tinha sido dissolvida no dia anterior, com a renúncia de Mikhail Gorbachov. A melodia foi enfim recuperada em 2000, pra integrar o novo Hino Nacional da Federação Russa, com letra quase toda modificada mais uma vez por Sergei Mikhalkov.

Ainda hoje, a versão do hino da URSS usada de 1977 a 1991 é um monumento admirado pelos fãs do país hoje extinto, muitos dos quais nem eram nascidos na época, e constitui um documento histórico de inegável importância. Na Letônia, Lituânia, Geórgia e Ucrânia, é proibido por lei executar publicamente o hino da antiga URSS, assim como empregar em público símbolos comunistas. No mundo cultural, a melodia também é atualmente usada em jogos eletrônicos e por bandas musicais alternativas ou engajadas.

O primeiro texto com que fiz as legendas foi uma tradução coletiva da turma de Russo II no Centro de Ensino de Línguas (CEL) da Unicamp, ministrado por Nivaldo dos Santos e o qual eu mesmo frequentei. Foi no segundo semestre de 2007, e o professor também fez a revisão final, mas só fiz o vídeo em novembro de 2010. Não acredito que eu tenha mudado demais a letra ao passá-la no computador, mas me lembro de tê-la publicado já duas vezes em formato escrito: em agosto de 2010, no meu antigo blog “Pensadores Libertos”, hoje extinto, e (mas não tenho certeza) no atual Materialismo.net, do qual já apaguei. No canal Eslavo (YouTube), a primeira versão foi o vídeo inaugural, e depois fiz mais duas legendagens, totalmente reformuladas e criadas conforme os padrões profissionais, mas levemente diferentes entre si.

Como se supõe, traduzi os dois últimos textos e fiz as legendas, tendo inclusive montado o primeiro e o terceiro vídeos. Na primeira e terceira versões, eu baixei o áudio desta página, que tem também outras canções populares. Eu baixei desta página o vídeo sem legendas da segunda versão, que constitui uma peça de propaganda estatal. Apenas a última versão tem legenda dupla, a de cima sendo o texto em russo transliterado, conforme meu próprio sistema. Seguem abaixo as três legendagens em ordem cronológica, o texto em russo e a tradução mais recente em português:






____________________


1. Союз нерушимый республик свободных
Сплотила навеки Великая Русь!
Да здравствует созданный волей народов
Единый, могучий Советский Союз!

Припев:
Славься, Отечество наше свободное,
Дружбы народов надёжный оплот!
Партия Ленина – сила народная
Нас к торжеству коммунизма ведёт!

2. Сквозь грозы сияло нам солнце свободы,
И Ленин великий нам путь озарил:
На правое дело он поднял народы,
На труд и на подвиги нас вдохновил!

(Припев)

3. В победе бессмертных идей коммунизма
Мы видим грядущее нашей страны,
И Красному знамени славной Отчизны
Мы будем всегда беззаветно верны!

(Припев)

____________________


1. A união indestrutível das repúblicas livres
Foi coligada para sempre pela Grande Mãe-Rússia!
Viva, formada pela vontade dos povos,
Unida e poderosa União Soviética!

Refrão:
Glória à nossa Pátria livre,
Forte sustento da amizade dos povos!
O partido de Lenin, força popular,
Nos conduz rumo ao triunfo do comunismo!

2. Por entre tormentas nos brilhou o sol da liberdade,
E o grande Lenin iluminou nosso caminho:
Ele sublevou os povos por uma causa justa
E nos inspirou ao trabalho e ao heroísmo!

(Refrão)

3. Na vitória das ideias imortais do comunismo
Enxergamos o futuro de nosso país,
E à Bandeira Vermelha de nossa gloriosa Terra Natal
Seremos sempre irrestritamente fiéis!

(Refrão)