Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

1 de janeiro de 2017

Os hinos nacionais dos países eslavos


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/eslavos



Esta listagem reúne todas as postagens que fiz no ano passado, apresentando as letras e as traduções dos hinos nacionais de todos os países eslavos contemporâneos. São os hinos de uso atual e ratificado por lei, acompanhados de um breve histórico, da legendagem com a letra em alfabeto latino e a tradução em português e da letra em alfabeto cirílico, quando for o caso, ou novamente em alfabeto latino, quando o cirílico não é o alfabeto da língua.

Há muito tempo eu tinha o projeto de traduzir e legendar todos os hinos nacionais dos países eslavos em português. Entre 2010 e 2011, eu fiz isso apenas com a Rússia, a Ucrânia, Belarus e seus equivalentes dentro da URSS, incluindo o próprio hino soviético. No caso russo, também legendei em 2011 o hino republicano após a Revolução de Fevereiro de 1917 e o hino utilizado no período Ieltsin, e em 2016 legendei também um projeto de hino para a RSFS da Rússia, composto em 1946 e não adotado. Comecei a fazer as traduções e legendagens em agosto de 2016 e terminei em outubro. Logo depois, também fui postando aos poucos aqui no blog as versões escritas, e agora estou enfim unificando o material.

A maioria dos países eslavos só existe como nação independente há apenas algumas décadas, ou aproximadamente um século. Muitos deles surgiram da desagregação de antigos impérios europeus, como o austro-húngaro e o otomano, ou do desmembramento de antigas unidades federadas, como a Iugoslávia e a União Soviética. (De fato, muitas repúblicas soviéticas eram partes do antigo Império Russo, transformadas em entidades autônomas.) Contudo, sua cultura e sua língua são bem antigas, e suas expressões mais altas datam do século 19. Então, houve um grande surto nacionalista na Europa, e os idiomas locais começaram a ser forjados e valorizados ao lado das grandes línguas imperiais.

Por isso, a maioria dos hinos nacionais eslavos se baseia em canções ou trechos de canções do século 19, valorizando a história étnica, os grandes eventos heroicos e as paisagens locais. Muitos possuem uma estrutura poética, temática e expressiva semelhante, enquanto outros, como os hinos da Rússia e de Belarus, foram baseados em composições feitas nos quadros do poder comunista.

Дзяржаўны гімн Рэспублікі Беларусь
Hino Nacional da República de Belarus
Državna himna Bosne i Hercegovine (Intermeco)
Hino Nacional da Bósnia e Herzegóvina (Intermezzo)
Мила Родино (Ó, querida Pátria)
Hino Nacional da Bulgária
Lijepa naša domovino (Ó, bela pátria nossa)
Hino Nacional da Croácia
Nad Tatrou sa blýska (Sobre os Tatras fulguram)
Hino Nacional da Eslováquia
Zdravljica (Um brinde)
Hino Nacional da Eslovênia
Денес над Македонија (Hoje sobre a Macedônia)
Hino Nacional da Macedônia
Oj, svijetla majska zoro (Ó, clara aurora de maio)
Hino Nacional de Montenegro
Mazurek Dąbrowskiego (Mazurca de Dąbrowski)
Hino Nacional da Polônia
Kde domov můj (Onde é meu lar)
Hino Nacional da República Tcheca
Государственный гимн Российской Федерации
Hino Nacional da Federação Russa
Боже правде (Ó, Deus de justiça)
Hino Nacional da Sérvia
Державний Гімн України
Hino Nacional da Ucrânia (versões: 1992 e 2003)

A lista acima, em ordem alfabética, contém os hinos nacionais de todos os países eslavos (bandeira, título do hino na língua local, tradução desse nome e país em que ele é usado). Não constam aqui o período de uso e informações históricas, que devem ser lidos em cada postagem. Também não há aqui hinos históricos desses países, ou seja, hinos que foram utilizados em outros tempos ou que serviram a nações hoje extintas, como a Iugoslávia e a União Soviética. Os hinos históricos dos países eslavos ou de Estados antigos, mesmo que eles já tenham sido legendados no meu canal O Eslavo no YouTube, serão postados em outra ocasião. Eu fiz novas legendagens inclusive dos hinos que eu já tinha traduzido em anos anteriores, e as duas ou mais versões estão anexadas em cada postagem.

A transliteração dos alfabetos cirílicos segue meu próprio sistema, à exceção das línguas que já são escritas no alfabeto latino, cuja grafia eu mantive. Nem todas as traduções/legendagens transmitem palavra por palavra o texto na língua eslava, ou seja, às vezes encurtei o texto em português por razões de espaço, às vezes modifiquei a forma de expressão pra soar como algo realmente palatável a quem fala português. Porém, não considero a tradução “palavra por palavra” o critério real de fidelidade (que é um mito tradutológico), e sim a transmissão mais próxima possível da ideia que o escritor desejou passar, cuja perfeição nem sempre se alcança. Devo destacar também que o padrão em que traduzo e escrevo é o português brasileiro, embora quase sempre eu evite termos e expressões exclusivos do Brasil. Note-se o uso difundido de você(s) (ao invés de tu/vós) e de tempos verbais compostos, no intuito de modernizar a linguagem.

Espero que vocês gostem de usar esse material pra seu aprendizado, pesquisa ou entretenimento, e peço que divulguem ao máximo a quem curte o assunto. Ótimo 2017 a todas e todos!