Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 19 de abril de 2015

Stalin e a vitória sobre a Alemanha


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/stalin-vitoria



Introdução (Erick Fishuk)

Nova tradução e primeira legendagem do discurso do líder soviético Iosif Stalin celebrando a capitulação total do exército alemão e a vitória da URSS e seus aliados na Segunda Guerra Mundial, a 9 de maio de 1945. Foi transmitido em russo pelo rádio a toda a população, e constitui um documento histórico da maior importância.

Stalin de início anuncia a vitória da URSS e seus aliados sobre as tropas nazistas e traça um breve histórico da rendição, desde as assinaturas preliminares até a desmobilização total dos alemães, inicialmente desconfiável, mas rapidamente efetivada. São lembrados ainda os sacrifícios dos soviéticos durante a guerra, finalmente coroados com o triunfo, e os planos de Adolf Hitler de desmembrar a União Soviética e destruir a Rússia, reputados como “malucos” e enterrados pela virada no conflito. Concluindo, Stalin alude ao tempo de crescimento pacífico que raiava na Europa, parabeniza os soldados pela defesa nacional e saúda a memória dos mortos em combate.

Dentro das Obras completas de Stalin, o discurso em russo pode ser lido no tomo 15 (Moscou, Pisatel, 1997), pp. 223-224. Seu título original é “Vystuplenie po radio, 9 maia 1945 goda”, porém é mais conhecido como “O pobede nad Germaniei” (A vitória sobre a Alemanha). No site Sovmusic.ru, além de ler o texto, pode-se baixar o áudio em MP3. Vários sites têm uma primeira tradução em português, cuja origem e autor desconheço, e com a qual cotejei meu trabalho, mas que apresenta vários defeitos. Abaixo você pode ver também montagem em vídeo que fiz com fotos e o áudio do discurso, e que legendei para meu canal O Eslavo no YouTube, sendo feitas no texto, como sempre, as necessárias adaptações a esse tipo de mídia:


____________________


Camaradas!

Caros e caras compatriotas!

Chegou o grande dia da vitória sobre a Alemanha. Os fascistas alemães, forçados à rendição pelo Exército Vermelho e pelas tropas de nossos aliados, reconheceram a derrota e anunciaram sua capitulação incondicional.

A 7 de maio foi assinado na cidade de Reims o protocolo preliminar de rendição. A 8 de maio, os representantes do alto comando alemão, na presença dos representantes do Alto Comando das tropas aliadas e do Comando Supremo das tropas soviéticas, assinaram em Berlim a ata final de rendição, que iria entrar em vigor à meia-noite.

Cientes dos hábitos ferinos dos figurões alemães, que veem tratados e acordos como letra morta, não temos razões para crer apenas em suas palavras. Porém, desde hoje de manhã, as tropas alemãs, em cumprimento à ata de rendição, começaram em massa a depor armas e se entregar a nossas tropas. Isso não é mais letra morta, mas uma capitulação autêntica das forças armadas da Alemanha. É verdade que um grupo de tropas alemãs nos arredores da Tchecoslováquia continua resistindo a se render. Mas espero que o Exército Vermelho consiga lhe impor a realidade.

Agora podemos com toda razão declarar que chegou o dia histórico da derrota final da Alemanha, o dia da grande vitória de nosso povo sobre o imperialismo alemão.

Os grandes sacrifícios que fizemos em nome da liberdade e independência de nossa Pátria, as incontáveis privações e sofrimentos por que passou nosso povo durante a guerra, o intenso trabalho no front e na retaguarda consagrado no altar da Pátria, não ficaram por menos e culminaram na vitória total sobre o inimigo. A luta secular dos povos eslavos por sua existência e independência terminou na vitória sobre os agressores alemães e sua tirania.

Doravante sobre a Europa tremulará a grande bandeira da liberdade dos povos e da paz entre eles.

Três anos atrás Hitler declarou publicamente que entre suas tarefas estava desmembrar a União Soviética e arrancar dela o Cáucaso, a Ucrânia, a Bielo-Rússia, os Bálticos e outras regiões. Ele disse claramente: “Destruiremos a Rússia de forma que nunca mais possa se reerguer”. Isso faz três anos. Mas as ideias malucas de Hitler não tinham como se realizar, e o curso da guerra as reduziu a pó. Na prática ocorreu algo claramente contrário aos delírios dos hitleristas: a Alemanha sofreu uma derrota completa. As tropas alemãs estão capitulando, e a União Soviética celebrando a vitória, embora não tencione nem desmembrar, nem destruir a Alemanha.

Camaradas! A Grande Guerra Patriótica terminou com nossa vitória total. Acabou a época da guerra na Europa, começou um tempo de evolução pacífica.

Parabéns pela vitória, meus caros e caras compatriotas!

Glória a nosso heroico Exército Vermelho, que defendeu a independência de nossa Pátria e alcançou a vitória sobre o inimigo!

Glória a nosso grande povo, o povo vencedor!

Glória eterna aos heróis que pereceram combatendo o inimigo e consagraram sua vida pela liberdade e felicidade de nosso povo!