Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

4 de outubro de 2017

“Да здравствует наша держава”, hino


Esta canção deve traduzir a máxima dos comentadores de YouTube: “O comunismo falhou, mas as músicas eram demais”... Descobri muito por acaso, fuçando no YouTube, esta linda marcha nomeada “Да здравствует наша держава” (Da zdravstvuiet nasha derzhava), Viva nosso Estado-potência, composta no inverno de 1942 por Boris Aleksandrovich Aleksandrov (melodia) e Aleksandr Viacheslavovich Shilov (letra). Em 1943, concorreu num concurso pro novo Hino Nacional da URSS, mas perdeu pra magna versão que conhecemos.

Segundo o autor da melodia, ele a compôs tendo-se impressionado com a derrota das tropas alemãs nos arredores de Moscou, durante a 2.ª Guerra Mundial, e logo depois Shilov, solista do Coral do Exército Vermelho, escreveu uma letra que se encaixou perfeitamente na música. Em 1943, bem em meio à Guerra Mundial, houve o concurso pra escolher o novo Hino Nacional da URSS, que já mencionei outras vezes. Entretanto, embora muitas belas composições tivessem concorrido, foi escolhida aquela que baseou inclusive a versão de 1977 do hino soviético, bem como a melodia do atual hino da Rússia. No tempo do comunismo, e mesmo hoje, ainda é executada nas paradas militares e permanece no repertório do Conjunto Aleksandrov de Canto e Dança. A melodia também está no hino da Transnístria, uma parte da Moldávia que se reivindica como república independente.

Boris era filho de Aleksandr Aleksandrov, que compôs a melodia da versão vitoriosa. Tem uns traços da letra que eu queria comentar. A palavra “держава” significa tanto “Estado” (como em bielo-russo e ucraniano) quanto “potência” (um “país potência”), por isso, a fim de aproveitar o espaço livre, uni os dois conceitos em Estado-potência. Onde se fala no começo “Tem batido”, usa-se o verbo imperfeito no passado “побеждала”, ao invés do aspecto perfeito, que indicaria um conjunto de ações já concluídas. Poderia ser traduzido “batia” ou “derrotava” (pretérito imperfeito), mas sabendo que, em russo, um verbo imperfeito no passado também pode traduzir exatamente o present perfect inglês (“ação que começou no passado e cujas consequências se veem ainda hoje”, lembram da tchítcher?), e que a guerra ainda estava em curso, usei “tem batido” pra indicar algo ainda corrente. Quanto à palavra “станица”, que traduzi como “povoado”, na verdade era uma povoação autossuficiente de cossacos da Rússia e, sobretudo, Ucrânia pré-1917, mas como essa instituição acabou, e como talvez a intenção tenha sido só rimar, poupei o espaço.

O hino deve ter perdido porque não tinha menções a Stalin. Eu mesmo traduzi, legendei e montei o vídeo abaixo, tendo tirado desta página o áudio e a letra da descrição. Fiz a legenda russa em alfabeto latino, pra conforto de vocês, baseado no meu próprio sistema de transliteração. Vejam o vídeo duas vezes, lendo uma legenda de cada vez! Seguem abaixo a legendagem, que postei no meu canal Eslavo (YouTube), o texto em russo e a tradução em português:


____________________


1. Да здравствует наша держава,
Отчизна великих идей,
Страна всенародного права
На радость и счастье людей!
За это священное право,
За жизнь и свободу свою
Великая наша держава
Врагов побеждала в бою.

Припев:
Над Москвою чудесной,
Над любимой землёй
Лейся, радостная песня
По нашей стране молодой!
Вейся, красное знамя,
Символ наших побед!
Ты горишь всегда над нами,
Как солнца ликующий свет!

2. По ленинским мудрым заветам
Идёт наш великий народ.
Дорогою счастья и света
Нас партия твёрдо ведёт.
Несметны республик богатства,
И сил богатырских не счесть
В стране всенародного братства,
Где труд – это доблесть и честь.

(Припев)

3. От дальней советской границы
До башен старинных Кремля
Растут города и станицы,
Цветут золотые поля.
И с каждым зерном урожая,
И с новым ударом станка
Всё крепнет и крепнет родная,
Великая наша страна!

(Припев)

____________________


1. Viva nosso Estado-potência,
Pátria de grandes ideias,
País de direito universal
Para alegria e fortuna do povo!
Por esse direito sagrado,
Por sua vida e liberdade
Nosso magno Estado-potência
Tem batido inimigos na guerra.

Refrão:
Sobre a admirável Moscou,
Sobre a terra adorada
Ressoe, canção alegre
Em todo nosso jovem país!
Ondule, bandeira vermelha,
Símbolo de nossas vitórias
Que sempre reluz sobre nós
Como luz jubilante do Sol!

2. Os sábios preceitos de Lenin
Orientam nosso grande povo.
Pela via de felicidade e luz
O partido nos conduz firme.
Ótimas riquezas das repúblicas
E incontáveis forças heroicas
No país de irmandade universal
Onde labor é bravura e honra.

(Refrão)

3. Da distante fronteira soviética
Às velhas torres do Kremlin
Crescem cidades e povoados,
Florescem campos dourados.
E com cada grão colhido
E novo pulsar de máquina
Vai se reforçando o querido
E grande país nosso!

(Refrão)