Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 de janeiro de 2016

Stalin bebum inaugura metrô (1935)


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/stalin-bebum


Alguns construtores do Metrô de Moscou ganharam a Ordem de Lenin. Outros, a Estrela Vermelha. Outros ainda, a Bandeira Vermelha do Trabalho. E mais outros, diplomas do Comitê Executivo Central. E os outros, vão ficar sem nada? Não, vão ganhar o agradecimento oficial do Partido e do governo!

Foi com esse show de generosidade e justiça que Iosif Vissarionovich Stalin, o Secretário-Geral de Todas as Rússias, inaugurou em 14 de maio de 1935 o Metrô de Moscou, famoso até hoje pela beleza e suntuosidade de suas instalações, futuro cenário de discursos igualmente memoráveis que pretendo postar em breve.

O reconhecimento, em todo caso, era mais do que justo, pois a época era dos primeiros sucessos da industrialização acelerada, que daria as bases para a URSS se tornar uma potência e enfrentar o monstro nazista. A escolha do Partido Bolchevique, desde o fim dos anos 1920, tinha sido pelos operários industriais urbanos, os maiores beneficiados das colossais mudanças e, ao entrarem em massa na burocracia, base de apoio do regime staliniano. Os perdedores seriam os camponeses, vedetes da NEP e das teses de Nikolai Bukharin, privados da livre venda e produção, compelidos a produzir no sistema kolkhoziano.

O “Metrostroi” citado no fim do vídeo é a empresa fundada em 1931 para lidar com o nascente ramo da construção de metrôs e túneis, edificando todas as estações do Metrô de Moscou e continuando ainda hoje a atuar sob o nome “Mosmetrostroi” com soluções de engenharia no solo e no subsolo também em países vizinhos.

Eu baixei o vídeo deste endereço, com legendas em francês (não consegui achar uma versão sem) que deu para encobrir com o português. Há duas transcrições do discurso (incluindo as partes não filmadas) que não reproduzem fielmente a fala de Stalin no vídeo: a versão definitiva impressa no Pravda de 15 de maio de 1935 e publicada em 1997 no tomo 14 das Obras completas de Stalin, e um estenograma não corrigido e incluído em 2006 no tomo 18 das mesmas Obras. Cotejando as duas, fiz minha própria transcrição, que segue abaixo em russo e português, após o vídeo que, como sempre, carreguei no meu canal O Eslavo no YouTube:


____________________


СЛОВО ДЛЯ ПРЕДЛОЖЕНИЯ ИМЕЕТ ТОВАРИЩ СТАЛИН

Подождите авансом рукоплескать, вы еще не знаете, что я скажу. Партия и правительство наградили за успешное строительство Московского метрополитена одних орденом Ленина, других – орденом Красной Звезды, третьих – орденом Трудового Красного Знамени, четвертых – грамотами Центрального Исполнительного Комитета Советов ССР. И вот у нас вопрос – а как быть с остальными? Как быть с остальными товарищами, которые работали не хуже, чем награжденные, которые по мере сил клали свою кровь, труд, усилие на дело Московского метрополитена. Как быть с ними – вот вопрос. Мы из президиума глядим на вас: рожи не у всех одинаковые. Одни из вас будто бы рады, а другие недоумевают – что же это, сволочи, обошли нас. Так вот, эту ошибку партии и правительства мы хотим поправить перед честным миром. За успешную работу по строительству Московского метрополитена объявить от имени Совета Народных Комиссаров и Центрального Исполнительного Комитета Советов ССР благодарность ударникам и ударницам и всему коллективу инженеров, техников, рабочих и работниц Метростроя.

____________________


COM A PALAVRA PARA UMA PROPOSTA, O CAMARADA STALIN

Esperem antes de apaludir, se ainda não sabem o que vou falar! Pela construção bem-sucedida do Metrô de Moscou, o Partido e o governo condecoraram alguns com a Ordem de Lenin, outros com a da Estrela Vermelha, outros ainda com a da Bandeira Vermelha do Trabalho, e mais outros com diplomas do Comitê Executivo Central dos Sovietes da URSS. Mas perguntamos: e os restantes? Como ficam os outros camaradas que fizeram tão bem quanto os condecorados, que deram ao máximo seu sangue, braços e esforços pelo Metrô de Moscou? Nos perguntamos o que fazer. Nós do Presidium vemos que vocês fazem caras diferentes... Uns parecem felizes, outros não entendem: “Mas que canalhas, nos enganaram!” Pois bem. Queremos corrigir este erro do Partido e do governo ante o respeitável público. Pelo trabalho bem-sucedido de construção do Metrô de Moscou, em nome do Conselho de Comissários do Povo e do Comitê Executivo Central dos Sovietes da URSS, agradeço oficialmente aos trabalhadores e trabalhadoras de choque e a toda a equipe de engenheiros, técnicos, operários e operárias do Metrostroi!