Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

26 de fevereiro de 2019

Orações feitas em latim eclesiástico (2)


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/reze-latim2




Quando legendei a mensagem de Natal e a bênção Urbi et Orbi (Para Roma e para o mundo), seguida de indulgência plenária, pronunciadas pelo papa Francisco, líder supremo da Igreja Católica Romana, em 25 de dezembro de 2018 na Praça São Pedro, na cidade-Estado do Vaticano, não reparei de antemão que ele tinha falado ainda outras duas orações conhecidas no mundo católico. Elas ocorrem em horas solenes, e se tratam do “Ângelus” (tem esse nome porque começa com “O Anjo do Senhor...”) e da curta “Oratio pro Fidelibus Defunctis” (Oração pelos Fiéis Defuntos), postas antes da Urbi et Orbi.

As bênçãos estão na língua latina, idioma litúrgico dos católicos, e decidi reservar um vídeo só pra essa parte, que fica bem no meio do vídeo integral principal. É possível encontrar uma versão diretamente dublada em português, oficial do Vaticano, pra quem dispensa ouvir a voz de Francisco (íntegra). Pra traduzir o “Ângelus”, eu comparei as versões publicadas na Wikipédia e nos sites Aleteia e A Caminho, e neste localizei também a Oração pelos Defuntos. Pra esta oração, consegui achar uma versão pra comparação na Wikipédia apenas no verbete “Ladainha de Todos os Santos”, e aparece nas orações finais. Pra Urbi et Orbi, a mesma tradução pode ser encontrada no site iCatólica e no site da Canção Nova. Quanto à fala do cardeal, eu mesmo transcrevi e traduzi direto do italiano.

A “Hora do Ângelus” (ou “das Ave-Marias”) são três momentos do dia (às 6, 12 e 18 horas) em que os católicos tradicionalmente meditam sobre o mistério da Anunciação, quando o anjo Gabriel teria anunciado à Virgem Maria sua gravidez e concepção de Jesus Cristo. Consiste em algumas ladainhas acompanhadas de três ave-marias, além de uma oração e um Glória. Muitas TVs e rádios católicas do Brasil e de Portugal ainda transmitem essa meditação, algumas delas diretamente do Vaticano. Não traduzi nem legendei as ave-marias porque é uma oração muito conhecida e nesta postagem pode ser lida e ouvida em latim. A presente postagem foi feita como continuação dessa primeira, buscando documentar a maior parte das preces católicas.

Na expressão Urbi et Orbi, as palavras Urbs e Orbis estão no caso dativo (objeto indireto), e tradicionalmente Urbs se refere também à cidade de Roma, em especial na Antiguidade, quando era um modelo por excelência. Essa bênção é dada na Páscoa e no Natal, junto com uma mensagem com a qual o papa se dirige diretamente ao público. Realizada na varanda central da Basílica de São Pedro, é precedida pela entrada de uma cruz processional e dos cardeais diáconos e também se concede após a eleição do pontífice, ou seja, no final do conclave. O traço maior da bênção é que dá uma penitência e uma indulgência plenária sob condições definidas pelo direito canônico (ter confessado e tomado a comunhão, e não ter caído em pecado mortal).

Vou fazer umas observações sobre a linguagem. Minha escolha mais evidente foi o uso da letra “j” pro som do “i” semivocálico, e o uso das ligaturas “æ” e “œ” no lugar das letras “ae” e “oe” separadas. Neste segundo caso, as ligaturas indicam os ditongos “ái” e “ói” clássicos, que na língua medieval passaram a pronunciar-se “é” aberto. A escolha pelo “j” explica por que se leem, por exemplo, Jesus, judicare, Jordanem, bajulavit (Jesus, julgar, Jordão, carregou – cf. “bajular”), e não Iesus, iudicare, Iordanem, baiulavit. Lembre-se, então: a letra “i” é sempre vogal, nunca consoante, então dizemos “fi-li-us”, e não “fi-lius”, “ter-ti-a”, e não “ter-tia”, “ho-di-e”, e não “ho-die”. A sílaba tônica também vem marcada com um acento agudo nas transcrições abaixo, embora textos latinos usualmente não levem sinais diacríticos. Pra comodidade do leitor, acentuei todas as palavras com duas ou mais sílabas, inclusive as de fácil dedução, e removi a distinção entre vogais curtas e longas, sem as marcar com braquia ou mácron. Assim, perde-se a diferença entre terra (nominativo) e in terrā (ablativo).

Seguem minha legendagem do evento, que carreguei na TV Eslavo (YouTube), o texto latino das orações, o texto italiano da introdução do cardeal e a tradução em português de tudo isso:



ÁNGELUS:

– Ángelus Dómini nuntiávit Maríæ. – Et concépit de Spíritu Sáncto. (Ave-Maria)
– Écce Ancílla Dómini. – Fíat míhi secúndum Vérbum túum. (Ave-Maria)
– Et Vérbum cáro fáctum est. – Et habitávit in nóbis. (Ave-Maria)

Óra pro nóbis, Sáncta Déi Génetrix. Ut dígni efficiámur promissiónibus Chrísti.

Orémus: Grátiam túam quǽsumus, Dómine, méntibus nóstris infúnde; ut qui, ángelo nuntiánte, Chrísti Fílii túi Incarnatiónem cognóvimus, per passiónem éjus et crúcem, ad resurrectiónis glóriam perducámur. Per eúndem Chrístum Dóminum nóstrum. Ámen.

Glória Pátri, et Fílio, et Spíritui Sáncto. Sícut érat in princípio, et nunc et sémper, et in sǽcula sæculórum. Ámen.


ORÁTIO PRO FIDÉLIBUS DEFÚNCTIS:

Pro fidélibus defúnctis: réquiem ætérnam dóna éis Dómine. – Et lux perpétua lúceat éis. – Requiéscant in páce. Ámen.

O cardeal: Il Santo Padre Francesco, a tutti i fedeli presenti e a quelli che ricevono la sua benedizione a mezzo della radio, della televisione e delle nuove tecnologie di comunicazione, concede l'indulgenza plenaria nella forma stabilita dalla Chiesa. Preghiamo Dio Onnipotente perché conservi a lungo il Papa a guida della Chiesa e conceda pace e unità alla Chiesa in tutto il mondo.


ÚRBI ET ÓRBI:

Sáncti Apóstoli Pétrus et Páulus: de quórum potestáte et auctoritáte confídimus ípsi intercédant pro nóbis ad Dóminum. (Amen) Précibus et méritis beátæ Maríæ sémper Vírginis, beáti Michaélis Archángeli, beáti Joánnis Baptístæ, et sanctórum Apostolórum Pétri et Páuli et ómnium Sanctórum misereátur véstri omnípotens Déus; et dimíssis ómnibus peccátis véstris, perdúcat vos Jésus Chrístus ad vítam ætérnam. (Ámen) Indulgéntiam, absolutiónem et remissiónem ómnium peccatórum vestrórum, spátium véræ et fructuósæ pœniténtiæ, cor sémper pœnitens, et emendatiónem vítæ, grátiam et consolatiónem Sáncti Spíritus; et finálem perseverántiam in bónis opéribus tríbuat vóbis omnípotens et miséricors Dóminus. (Ámen) Et benedíctio Déi omnipoténtis, Pátris et Fílii et Spíritus Sáncti descéndat súper vos et máneat sémper. (Ámen)


ÂNGELUS:

– O Anjo do Senhor anunciou a Maria. – E ela concebeu do Espírito Santo. (Ave-Maria)
– Eis aqui a escrava do Senhor. – Faça-se em mim segundo a vossa palavra. (Ave-Maria)
– E o Verbo se fez carne. – E habitou entre nós. (Ave-Maria)

Rogai por nós, Santa Mãe de Deus. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Derramai, Senhor, como vos pedimos, a vossa graça em nossos corações, para que, conhecendo pela mensagem do anjo a Encarnação de Jesus Cristo, vosso filho, sejamos conduzidos, por sua Paixão e Cruz, à glória da Ressurreição. Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Assim como era no princípio, agora e sempre, pelos séculos dos séculos. Amém.


ORAÇÃO PELOS FIÉIS DEFUNTOS:

Oremos pelos fiéis defuntos: concedei-lhes, Senhor, o eterno descanso. – E que a luz perpétua brilhe sobre eles. – Que eles descansem em paz. Amém.

O cardeal: O Santo Padre Francisco, a todos os fiéis presentes e aos que recebem sua bênção por meio do rádio, da televisão e das novas tecnologias de comunicação, concede a indulgência plenária na forma estabelecida pela Igreja. Oremos a Deus Todo Poderoso para que mantenha longamente o Papa à frente da Igreja e conceda paz e unidade à Igreja no mundo todo.


PARA ROMA E PARA O MUNDO:

Que os santos apóstolos Pedro e Paulo, em cujo poder e autoridade temos confiança, intercedam por nós junto ao Senhor. (Amém) Que por meio das orações e dos méritos da santíssima Virgem Maria, de são Miguel Arcanjo, de são João Batista, dos santos apóstolos Pedro e Paulo e de todos os santos, Deus todo-poderoso tenha misericórdia de vós, perdoe os vossos pecados e vos conduza à vida eterna em Jesus Cristo. (Amém) Que o Senhor todo-poderoso e misericordioso vos conceda indulgência, absolvição e remissão de todos os vossos pecados, em tempo para uma verdadeira e frutuosa penitência, sempre com coração contrito, e a benção da vida, a graça, a consolação do Espírito Santo e perseverança final nas boas obras. (Amém) E que a bênção de Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo desça sobre vós e permaneça sempre. (Amém)