Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 de setembro de 2020

N. Mouskouri - Weiße Rosen aus Athen


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/weisserosen


Desde que comecei a legendar música romântica da Europa Central e do Sul, em fevereiro de 2018, a cultura brasileira só tem piorado: canções, literatura, mídia, televisão, internet e o apoio nulo que o atual governo dá pra elevação do povo, incluindo o sucateamento do Ministério da “Inducassão”. Na época eu já reclamava do que mais bombava nas paradas, mas acho que hoje não tem mais esperança mesmo. Só o trabalho de formiguinha de pessoas isoladas como eu pode fazer os jovens modernos começarem a gostar de coisas mais antigas, mas pelo menos com muito mais qualidade e mensagem!

Esta é a cantora grega Nana Mouskouri, da qual já postei aqui uma canção folclórica de Natal. Nascida em 1934, passou 20 anos na Europa Ocidental, onde se consagrou como grande cantora de renome mundial. Ainda na ativa, ela canta em várias línguas, incluindo inglês, francês e alemão, idioma desta música Weiße Rosen aus Athen (Rosas brancas de Atenas). Em 1961, Hans Bradtke escreveu uma letra em alemão pra música grega San Sfyrixis Tris Fores (Se você assobiar três vezes), adaptada do folclore por Manos Hadjidakis. Gravada por Mouskouri em estilo schlager, ficou por 10 semanas no topo das paradas alemãs e a tornou conhecida na então Alemanha Ocidental. Outros cantores gravaram a canção em várias línguas, e a própria Mouskouri a cantou também em inglês e francês.

Eu mesmo traduzi o texto direto do alemão, e embora talvez a versão alemã tenha sido feita especialmente pra Mouskouri, já que foi ela quem deixou a Grécia, eu traduzi as formas oblíquas de du (você) pelo masculino. O adjetivo weiße (“branca” ou “brancos/as”) por vezes aparece como weisse em algumas postagens, mas os “ss” ainda são usados só na Suíça: a ortografia berlinense impõe usar o es-zett. Eu legendei este vídeo de ótima qualidade, sem fazer nele nenhuma alteração, gravado num programa da TV alemã em 1981. Seguem minha legendagem, a letra alemã e a tradução:



Weiße Rosen aus Athen
Sagen dir komm recht bald wieder,
Sagen dir Auf Wiederseh’n,
Weiße Rosen aus Athen.

Der Tag erwacht,
Die Sonne, sie kommt wieder,
Und wieder kommt nun auch
Der Abschied für uns zwei.
Nun fährt dein Schiff
Hinaus mit Wind und Wogen,
Doch es sind Grüße
Aus der Heimat mit dabei.

Weiße Rosen aus Athen
Sagen dir komm recht bald wieder,
Sagen dir Auf Wiederseh’n,
Weiße Rosen aus Athen.

Weiße Rosen blüh’n an Bord,
In der weiten, weiten Ferne,
Blüh’n für dich allein so schön,
Weiße Rosen aus Athen.

Im fernen Land,
Wo keiner auf dich wartet,
Da seh’n die Sterne in der Nacht
Ganz anders aus.
Dort ist die Welt so fremd
Und du bist einsam,
Darum begleiten dich heut’
Blumen von zu Haus.

Weiße Rosen aus Athen
Sagen dir komm recht bald wieder,
Sagen dir Auf Wiedersehn,
Weiße Rosen aus Athen.

Auf Wiederseh’n,
Auf Wiederseh’n,
Auf Wiederseh’n.

____________________


As rosas brancas de Atenas
Lhe dizem: volte o quanto antes,
Lhe dizem: até logo, até logo,
As rosas brancas de Atenas.

O dia vai acordar,
O Sol vai voltar,
E então também vai voltar
A despedida a nós dois.
Então seu barco vai partir
Com vento e ondas,
Mas vão com você
As saudações do torrão natal.

As rosas brancas de Atenas
Lhe dizem: volte o quanto antes,
Lhe dizem: até logo, até logo,
As rosas brancas de Atenas.

Rosas brancas vão florir a bordo,
Na vasta, vasta distância,
Florir tão belamente só pra você,
As rosas brancas de Atenas.

Num país distante,
Onde ninguém vai esperá-lo,
Lá as estrelas à noite
Têm aspecto totalmente diverso.
Lá o mundo é tão estranho
E você vai ficar solitário,
Por isso hoje vão conduzi-lo
Flores vindas do lar.

As rosas brancas de Atenas
Lhe dizem: volte o quanto antes,
Lhe dizem: até logo, até logo,
As rosas brancas de Atenas.

Até logo, até logo, até logo.