Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

5 de março de 2017

Служить России (Servir à Rússia) 2000


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/sluzhit


Este é um raro exemplo de marcha militar edificante, composta no estilo soviético, mas lançada após o desmonte da URSS. Por isso mesmo, deve ser o mais notável exemplar do gênero que se tem hoje, sobretudo por não haver menção ao comunismo ou a seus mitos. Ela se chama “Служить России” (Sluzhit Rossii), Servir à Rússia, e também me foi indicada por um fã do meu canal O Eslavo no YouTube há alguns anos. A letra foi composta por Ilia Reznik, e a melodia por Eduard Khanok, tendo sido executada pela primeira vez em 2000, num encontro solene do Dia da Vitória entre Vladimir Putin e ex-veteranos do KGB. Coloquei nesta página duas versões em vídeo que legendei há algumas semanas, com as letras levemente diferentes.

Esta música parece ilustrar exatamente o tipo de produção de que Aleksei Kofanov zombava em seu Hino a Putin, que já postei aqui, e talvez realmente tenha sido sua inspiração: as mesmas palavras sobre “sol que se levanta”, “defesa e futuro da Pátria”, “somos uma só família”. Aliás, vários dos intérpretes de Sluzhit Rossii são mais ou menos ligados ao regime de Putin (que se caracterizou por reciclar boa parte da cultura pretérita, embora fosse raro então surgir algo novo no mesmo molde), ou a artistas que o adoram, tais como Iosif Kobzon.

Os dois compositores da canção ainda estão vivos, têm sólida formação musical clássica e se destacam pela constante proximidade com o poder, tanto o soviético quanto o russo e, ocasionalmente, da Ucrânia e Belarus, tendo sido ativos nas associações nacionais de artistas e poetas. Ilia Leopoldovich Reznik (n. 1938), de família judia, compõe principalmente canções populares, mas também é ator, roteirista e empresário. Foi condecorado Artista Popular da Rússia (2003) e da Ucrânia (2013, antes de Maidan, claro), participou do júri num show de TV e está no terceiro casamento. Eduard Semionovich Khanok (n. 1940) nasceu no Cazaquistão, mas se mudou pra Bielo-Rússia (hoje Belarus, onde obteve o título de Artista Popular em 1996) na infância e hoje é músico e compositor de canções populares. Hoje vive em Moscou, com dupla cidadania russa e bielo-russa, e chegou a candidatar-se à Duma Estatal, mas não obteve votação suficiente.

O primeiro vídeo com montagem, cuja voz é a do próprio Ilia Reznik, não fui eu que fiz, mas apenas baixei sem legendas desta página. Nota-se como os russos revindicam pra si, em particular, todo o patrimônio da vitória na 2.ª Guerra Mundial, embora a URSS fosse uma federação multinacional. É especialmente notável a cena do tanque alemão rodando como um peru aos 1’25”! O segundo vídeo, que está sem legendas nesta página, é de uma apresentação feita em 2006 pelo Conjunto Aleksandrov do Exército Russo (antigo Coral do Exército Vermelho) no Palácio Estatal do Kremlin, durante o jubileu de 195 anos do famoso Coral Cossaco de Kuban, do qual já legendei algumas coisas. O solista se chama Vadim Ananiev, e como também vimos, ele também costuma cantar Kalinka-Malinka nos shows fora da Rússia, e por isso é conhecido no Ocidente como “Mr. Kalinka”.

Como toda canção russa mais ou menos popular, de qualquer época, a letra varia bastante entre intérpretes e sites com letras de música. O texto em que me baseei pra primeira versão está no site pessoal do próprio letrista, e o texto mais semelhante ao cantado na segunda versão está em parte reproduzido nesta página. Antes de traduzir as canções e legendar os vídeos, eu mesmo fiz algumas alterações pros textos corresponderem exatamente ao que se canta, mas como ambos também diferem ligeiramente entre si, aponto abaixo quais são essas diferenças. Seguem os dois vídeos no meu canal, a letra em russo com as indicações mencionadas e a tradução em português:




____________________


1. Полки идут стеной,
Красиво держат строй,
И гордо шелестят знамёна.
Комбат и рядовой,
Единою судьбой
Мы связаны с тобой (*), друг мой!

(*) Ou “Мы связаны навек”.


Припев:
Служить России
Суждено тебе и мне.
Служить России,
Удивительной стране,
Где солнце новое встаёт
На небе синем.
Плечом к плечу
Идут российские войска.
И пусть военная дорога нелегка,
Мы будем верою и правдою
Служить России!

2. В бесстрашии атак
Спасли мы русский (*) флаг,
И дом родной, и наши песни.
А коль придёт беда,
Собою мы тогда
Отчизну заслоним, друг мой.

(*) Ou “Мы сохранили”.


(Припев)

3. Полки идут стеной,
Красиво держат строй,
И вместе с нами вся Россия.
И он, и ты, и я –
Армейская семья,
И этим мы сильны, друг мой!

(Припев)

____________________


1. Os regimentos como um só
Mantêm belamente a forma
Altivos sacudindo bandeiras.
Comandante e praça,
Pelo mesmo destino
Estou atado a você, meu amigo! (*)

(*) Ou “Somos atados pra sempre, amigo!”.


Refrão:
Servir à Rússia
É dever meu e seu.
Servir à Rússia,
Um país maravilhoso
Onde surge um novo sol
No céu azul.
Ombro a ombro
Vão as tropas russas.
Por dura que seja a via militar,
Vamos de corpo e alma
Servir à Rússia!

2. Em ataques corajosos
Guardamos a bandeira russa (*)
E o lar natal, e nossas canções.
E na hora da desgraça,
Seremos todos então
Muralhas da Pátria, meu amigo.

(*) Ou “Nós defendemos a bandeira”.


(Refrão)

3. Os regimentos como um só
Mantêm belamente a forma
E toda a Rússia está conosco.
Somos ele, você e eu
Uma família no exército,
Isso nos faz fortes, meu amigo!

(Refrão)