Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 de março de 2019

Que significa o domínio .SU da internet


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/dominio-su




Na foto acima, bem como na última que ilustra esta página, vocês podem ver um dos modelos do computador soviético Rassvet. A peça integra a coleção particular do russo Sergei Frolov, que tirou suas fotos em 2009 e as postou numa página pessoal, além de ter postado explicações em russo num fórum. Este dinossauro feito de um verdadeiro aparelho de TV tinha memória RAM com incríveis 32 KB!

Anteontem, dia 12 de março, fez 30 anos que surgiu a WWW, rede mundial de computadores que deu origem à nossa internet. Quem já visitou sites russos sobre comunismo e história da União Soviética, ou até com pirataria midiática e bibliográfica, já deve ter se deparado com o domínio .SU no fim de alguns endereços (como .BR é Brasil, .FR é França, .JP é Japão etc.). Às vezes é fácil de confundir com .RU, que é da própria rússia moderna. Mas... o que o primeiro significa?

Quando a internet comercial estava ganhando o mundo, na virada pros anos 90, a União Soviética, segunda potência industrial da época, mas bastante atrasada no quesito tecnológico e computacional, não podia ficar de fora. Como seria a comercialização do serviço numa hipotética URSS sobrevivente, podíamos especular. mas gradualmente, seguindo critérios diversos, cada país começou a receber seu próprio domínio. Pros soviéticos, foi reservado .SU, por vir do inglês Soviet Union: a maioria dos domínios, mesmo de países orientais, foi calcada no inglês.

Porém, apenas 15 meses depois de sua criação, o país deixou de existir. Até 1993, quando foi enfim criado o domínio .RU, as organizações russas continuaram usando o antigo domínio, mas ele continuou sendo disponibilizado pra negociação, apesar das tentativas de extingui-lo. Hoje ele é administrado pelo Instituto Russo para o Desenvolvimento das Redes Públicas, que não prevê sua desativação.

Curiosidade: a partir de 1989 foram sendo criados também domínios pra vários antigos países comunistas da Europa, como .DD (Alemanha Oriental), .CS (Tchecoslováquia) e .YU (Iugoslávia). Mas a história foi injusta:

  • As Alemanhas se reunificaram em 1990, e o domínio .DD foi usado apenas internamente pelas universidades de Jena e Dresden (lado comunista), até ser enfim desativado.
  • A Tchecoslováquia se bipartiu, e embora .CS fosse bastante usado até ser apagado em 1995, a República Tcheca (.CZ) e a Eslováquia (.SK) migraram pros próprios domínios.
  • Já a Iugoslávia, que foi perdendo várias repúblicas, só adotou o nome Sérvia e Montenegro em 2003, e o domínio sobreviveu até 2010. Desde então, só valem os domínios .RS (Sérvia) e .ME (Montenegro) das repúblicas que tinham enfim se separado em 2006.