Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 de abril de 2019

Canções partisans da ex-Iugoslávia (1)


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/partisans1




Recentemente iniciei na TV Eslavo (YouTube) a playlist “Canções partisans”, separada da playlist “Antiga Iugoslávia”. Ela terá apenas as canções louvando Josip Broz, o Marechal Tito, ou fazendo referência à resistência contra a invasão nazista na 2.ª Guerra Mundial. Comecei a me interessar por essas músicas ainda com 16 anos de idade, quando quase ninguém ainda tinha redes sociais e nem o YouTube existia. Por um acaso, pesquisando nos mecanismos de busca sobre a Iugoslávia socialista, achei na época a rica página Titoville, que funciona até hoje, com fotos, textos e áudios de discursos e canções do período.

Confissão pessoal: o regime socialista iugoslavo, que durou de 1943 a 1991, foi o único pelo qual tive alguma simpatia. Mas isso apenas na adolescência. No início da graduação em História, em 2006, eu ainda conservava ideais socialistas, mas sem simpatizar com nenhum dos antigos governos. Na época, eu só escutava as músicas partisans em MP3 no computador, e a partir de 2011 também num velho celular. Atualmente, continuo escutando as mesmíssimas gravações, não raro na mesma ordem há anos, mas agora pelo YouTube. Eu sequer sabia que boa parte delas era cantada em esloveno, e não em servo-croata, o que também confundia sérvios com quem eu me comunicava online.

O tempo passou, fiz graduação e mestrado, aprendi russo e um pouco de outras línguas eslavas, entrei no doutorado e ainda curto essas pérolas quando me dá vontade. Inclusive, aprendi um pouco das bases da língua eslovena, que pertence ao ramo eslavo meridional (como o tão parecido servo-croata, o búlgaro e o macedônio), mas nunca me aprofundei. Usando agora os múltiplos recursos que a internet oferece, consegui começar uma série contendo não somente as já conhecidas canções em servo-croata, mas também em esloveno, língua do filósofo Slavoj Žižek e da primeira-dama americana Melania Trump.

A primeira música se chama Domovina naša je svobodna (Nossa pátria foi libertada), com letra de France Kosmač e melodia de Viktor Mihelčič, e como a maioria das outras deve datar da década de 1940. É interessante como além de inocentes, poéticas e simples, as letras em esloveno têm uma evidente obsessão por campos, sementes, cultivos e colheitas. Certamente, um povo humilde e pequeno como a Eslovênia, cravado entre inúmeros impérios, só queria plantar em paz durante todos esses séculos, como a maioria dos europeus antigos. Eu mesmo traduzi diretamente, montei o vídeo e legendei, tendo baixado o áudio e copiado a letra desta página.

A segunda canção se chama Hej, brigade! (Ei, brigadas!), e pode-se perceber pela primeira gravação que ela pertence ao estilo koračnica, que vem do esloveno e servo-croata korak (passo), isto é, um ritmo marcado como se estivesse figurando a marcha dos soldados em frente. Em sua primeira versão, a letra foi escrita por Matej Bor (nome artístico de Vladimir Pavšič, escritor e compositor, 1913-1993) no fim de outubro de 1942, e a melodia foi criada por Franc Šturm (linguista, romancista, crítico e tradutor, 1881-1944) em abril de 1943. Sua primeira execução em público foi em setembro de 1943, mas não alcançou de cara o sucesso, que só veio após algumas modificações no texto (que ficou como se lê nos vídeos). Então, ficou conhecida como um hino não oficial da resistência partisan na Eslovênia. Como Šturm morreu capturado na guerra, a partitura original se perdeu, e uma nova melodia (que ouvimos) foi composta por Radoslav Hrovatin.

Eu mesmo montei o primeiro vídeo, traduzi e legendei a canção do esloveno, usando o texto tirado desta página, que tem também uma tradução mediana em inglês que me auxiliou. Como brinde, pus duas gravações, uma em ritmo mais rápido e outra mais lenta, com mais arranjos. O segundo vídeo é um trecho do filme iugoslavo (esloveno) Na svoji zemlji (Na própria terra), o primeiro em áudio gravado na Eslovênia, dirigido por France Štiglic no verão de 1947-48. Lançado em novembro de 1948, ele trata da luta partisan contra a ocupação alemã e italiana na região ocidental da república (Primorska), e foi lembrado em vários livros posteriores de memórias. O arquivo original do qual apenas recortei o quadro está num ótimo canal com muito material da época.

A terceira se chama Hej, tovariši! (Ei, camaradas!), a minha preferida desde os 16 anos, talvez a primeira que escutei. Conforme apurei, foi feita em 1947 com letra de France Kosmač (1922-1974) e melodia de Marjan Kozina (1907-1966), e pela época em que apareceu descreve tanto os combates da resistência antifascista quanto o esforço de reconstrução da Eslovênia dentro da Iugoslávia federal. Notavelmente, há referências à Eslovênia e à libertação, mas não à Iugoslávia como um todo, ao socialismo nem ao Marechal Tito. Fala-se também das regiões da Caríntia e da Estíria, próximas à Áustria, sendo que pra primeira usa-se o nome arcaico Korotan, e não Koroška, que é o atual. Os dois autores serviram entre os partisans eslovenos e compuseram outras canções desse estilo. Eu mesmo montei o vídeo, traduzi e legendei a canção a partir do esloveno, tirando desta página o texto usado. Num fórum de variedades, há também um tópico com algumas canções traduzidas pro inglês, mas Hej, tovariši! está apenas pela metade. Eu baixei o áudio de um site com muitas músicas populares eslovenas, mas escrito só na língua local.

Assistam duas vezes a cada montagem com legendas bilíngues, lendo uma língua de cada vez! Seguem abaixo os vídeos legendados, os textos em esloveno (que é escrito, como as línguas dos países eslavos católicos, em alfabeto latino, e não cirílico) e suas traduções:



Domovina naša je svobodna,
prosto diha spet slovenski rod.
Vriska gora in dolina rodna,
v soncu sveti se pred nami pot.

Širna polja smo zorali,
prepojili jih s krvjo,
dobro seme smo sejali,
bojevali se srčno.

Mi ponosni smo čuvarji
naše svobodne rasti,
brez plevela v novi zarji
seme žlahtno naj kali!

Vrag še išče, da bi mlado setev
s strupom podlosti, laži dušil.
Nikdar več! In našo zlato žetev
sami bomo želi s svojih njiv.

Širna polja smo zorali,
prepojili jih s krvjo,
dobro seme smo sejali,
bojevali se srčno.

Mi ponosni smo čuvarji
naše svobodne rasti,
brez plevela v novi zarji
seme žlahtno naj kali!
Brez plevela v novi zarji
seme žlahtno naj kali!

____________________


Nossa pátria foi libertada,
a Eslovênia vive livre de novo.
Exultam o monte e vale natais,
a via reluz para nós sob o Sol.

Cultivamos vastos campos
que foram regados a sangue,
plantamos a semente do bem
e combatemos bravamente.

Somos garantes orgulhosos
de nosso crescimento livre,
sem daninha na nova aurora
que germine a nobre semente!

O inimigo ainda quer envenenar
nossas mudas com mal, mentira.
Não mais! E nossa colheita áurea
tiraremos das próprias lavouras.

Cultivamos vastos campos
que foram regados a sangue,
plantamos a semente do bem
e combatemos bravamente.

Somos garantes orgulhosos
de nosso crescimento livre,
sem daninha na nova aurora
que germine a nobre semente!
Sem daninha na nova aurora
que germine a nobre semente!





Hej, brigade, hitite,
Razpodite, zatrite,
Požigalce slovenskih domov!

2x:
Hej, mašinca, zagodi,
Naj odmeva povsodi
Naš pozdrav iz svobodnih gozdov!

Kje so meje, pregrade,
Za slovenske brigade?
Ne, za nas ni pregrad in ne mej!

2x:
Po slemenih oblačnih
In po grapah temačnih
Vse od zmage do zmage naprej!

Čez poljane požgane
Tja do bele Ljubljane
Naša vojska prodre kot vihar!

2x:
Dokler tu so brigade,
Kdor zemljo nam ukrade?
Na Slovenskem smo mi gospodar!

____________________


Ei, brigadas, se apressem,
Expulsem, aniquilem
Quem incendeia lares eslovenos!

2x:
Atire, metralhadora,
Que ressoe por toda parte
Nossa saudação das matas livres!

Onde há limites, barreiras,
Para as brigadas eslovenas?
Para nós não há barreiras, limites!

2x:
Pelos picos nebulosos,
Pelos penhascos escuros
Sempre avante de vitória a vitória!

Por sobre prados queimados
Até a límpida Ljubljana
Nossa tropa entrará tempestuosa!

2x:
Enquanto aqui há brigadas,
Quem roubará nossa terra?
Somos os senhores da Eslovênia!



Hej, tovariši, pod orožje vsi!
Tujec mora iz naše zemlje!
Čaka Korotan, čaka Štajerska,
Čaka sinje Jadransko morje.

2x:
Zdaj v roke puške,
Zdaj naj zapoje mitraljez,
Sovrag bo čutil,
Kako gorak je z nami ples.
Hej tovariši, ni nam žal krvi
Za svobodno Slovenijo.

Hej, tovariši, zdaj na delo vsi!
Nov svet dvignimo iz ruševin!
Čaka polje nas, čaka dom požgan,
Čaka delo nas od korenin!

2x:
Brnenje strojev,
Napete mišice kot lok,
Rastoče zgradbe,
Življenja neutrudni tok!
Vse to čaka nas, ko napoči čas
Bratske sprave in svobode.

____________________


Ei, camaradas, todos às armas!
Saia o invasor da nossa terra!
A Caríntia e a Estíria esperam,
O azul mar Adrático espera.

2x:
Rifles nas mãos agora,
Cante já a metralhadora,
O inimigo vai sentir
O amargor de dançar conosco
Ei, camaradas, não poupamos
Sangue por uma Eslovênia livre.

Ei, camaradas, todos já a postos!
Das ruínas faremos novo mundo!
Casa queimada e campo esperam,
Uma missão nos espera do zero!

2x:
O zumbido das máquinas,
Músculos tensos como arco,
Edifícios que crescem,
Um fluxo incessante de vida!
Tudo nos espera ao começarem
A fraternização e a liberdade!