Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 de agosto de 2020

Berlim rumo às Olimpíadas de 1936


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/berlim1936




Achei por acaso este curto vídeo documentário de pouco mais de 8 minutos, feito pelo governo do Reich nazista da Alemanha e mostrando a capital Berlim preparada pra receber os Jogos Olímpicos de 1936. Em 30 de janeiro de 1933, Adolf Hitler tinha chegado ao cargo de chanceler (primeiro-ministro) escolhido pelo presidente Hindenburg, e quando este morreu, Hitler acumulou os dois cargos e se proclamou Führer (líder, guia) da Alemanha. Começava então a implantação da ditadura nazista e de suas políticas persecutórias e segregadoras.

Em 1936, Berlim foi escolhida pra sediar os 11.ºs Jogos Olímpicos de Verão, oportunidade que o Partido Nazista usou pra fazer propaganda mundial de seu regime. A ocasião ficou conhecida quando Hitler se recusou a cumprimentar o vencedor dos 100 metros rasos, o negro norte-americano Jesse Owens, que de quebra ainda estabelecia um novo recorde. Mas o objetivo inicial era mostrar não só a supremacia alemã no esporte, mas também a reconstrução arquitetônica e econômica de um país que em 1929 vivia um surto de hiperinflação e empobrecimento. Nenhum líder nazista aparece no vídeo, mas a cidade de Berlim é bastante exibida, em diversos pontos que até hoje são muito turísticos.

Ironicamente, alguns dos lugares que aparecem ficaram dentro de Berlim Oriental após a cisão do país, em 1949, como a Alexanderplatz, onde existe até hoje o famoso Relógio Mundial, e o Palácio Real de Berlim. Esse lindo e histórico palácio, tornado um museu após o fim da monarquia, foi injustamente demolido pela Alemanha comunista, o que demorou quatro meses dado o gigantismo do edifício. Desde 2013 está sendo reconstruído, com previsão de ficar pronto no fim de 2020.

Junto com o vídeo original, do qual só aumentei o volume, baixei também as legendas em alemão e (a título de comparação) inglês, e eu mesmo traduzi o texto original e corrigi a marcação das legendas. Nem sempre pude traduzir ao pé da letra, mas as ideias essenciais estão intactas. Seguem a legendagem, a fala em alemão e a tradução:



Willkommen in der Reichshauptstadt Berlin. Berlin präsentiert sich im Olympiajahr 1936 mit festlichem Flaggenschmuck mit aktuellem Dessin: schwarze Hakenkreuze in weißem Kreis auf rotem Grund. Die Siegessäule am Großen Stern von 1873 und das Brandenburger Tor mit der Quadriga, dem Wahrzeichen der Stadt grüßen die Jugend der Welt, die in Gruppen staunend durch die breiten Straßen gehen.

Funkturm und Sender übermitteln das Geschehen der 11. Olympiade unmittelbar an alle Rundfunkstationen des Kontinents. Der Führer und Reichskanzler Adolf Hitler eröffnet die 11. olympischen Spiele 1936 im Olympiastadion. Im Bewusstsein des Volkes ist Berlin Deutschlands wichtigste Stadt, und „Unter den Linden“ eine ihrer Prachtstraßen. Ein Schauspiel besonderer Prägung ist die Wachablösung vor dem Ehrenmal.

Die barocke Umgestaltung des Berliner Schlosses erfolgte um 1700 durch Andreas Schlüter. Als geistiges Zentrum Deutschlands konzentriert sich in Berlin Kunst und Wissenschaft in einem besonderen Maße und führt durch seine Lage zu schöpferischer Kraft. Aus dem Wechsel zwischen Flusslandschaft an der Spree und pulsierendem Großstadtrhythmus wie hier am Alexanderplatz bezieht Berlin seinen besonderen Reiz. Besucher schätzen die Lebensfreude der Berliner, den Spaß am Tanz zwischen Molle mit Schuss und süßer Torte.

Und die Jugend marschiert für den Führer im Glauben an eine bessere Zukunft. Planung und Gestaltung bringen neue Akzente ins Stadtbild. Ein Besuch im Zoo bringt neue Begegnungen mit den Tieren, während man am Wannsee die Badefreuden als Ansturm der Massen erlebt. Im Reichsluftfahrtministerium, dem Sitz des Ministers Hermann Göring wird das Schicksal des Deutschen Volkes für die Zukunft im wesentlichen mitentschieden.


Bem-vindos a Berlim, capital do Reich. Para as Olimpíadas de 1936, Berlim se apresenta em festa decorada com as bandeiras atualizadas: suásticas pretas em círculo branco sobre fundo vermelho. O Obelisco da Vitória de 1873 na Grosser Stern e o Portão de Brandemburgo com a quadriga, símbolo da cidade, saúdam os jovens do mundo, que maravilhados caminham em grupos através das largas ruas.

A Torre e Estação de Rádio transmitem a 11.ª Olimpíada em tempo real para as estações de rádio de todo o continente. Adolf Hitler, Führer e Chanceler do Reich, abrirá os 11.ºs Jogos Olímpicos de 1936 no Estádio Olímpico. Na consciência do povo, Berlim é a cidade alemã mais importante e “Unter den Linden”, um dos mais belos bulevares. A troca da guarda diante do Memorial da Guerra é belíssima.

A remodelação em estilo barroco do Palácio de Berlim foi realizada por Andreas Schlüter por volta de 1700. Centro intelectual da Alemanha, Berlim concentra arte e ciência em larga escala, e tal situação a torna líder em força criativa. Mudando da paisagem à beira do rio Spree até o ritmo vibrante da cidade grande, como aqui na Alexanderplatz, Berlim recobre seu charme especial. Os visitantes apreciam a vivacidade dos berlinenses, a alegria de dançar entre doces tortas e a cerveja branca local.

E com fé num futuro melhor, os jovens marcham pelo Führer. O planejamento racional dá um novo tom à imagem da cidade. Uma visita ao zoológico traz novos contatos com os animais, enquanto no lago Wannsee veem-se multidões afluindo rumo a banhos deliciosos. No Ministério da Aviação do Reich, sede do ministro Hermann Göring, decide-se o destino do povo alemão em seus pontos cruciais.