sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022

Roberto Carlos em italiano (parte 2)


Link curto pra esta postagem: fishuk.cc/roberto2


Em 1968 (e talvez também 1969), Roberto Carlos se apresentou na rede de TV italiana RaiTre com algumas canções suas, já consagradas no Brasil, traduzidas pro italiano, língua na qual podia se comunicar razoavelmente. As três que traduzi e legendei aqui, antes hospedadas no meu antigo canal Pan-Eslavo Brasil (YouTube), foram compostas por ele e por Erasmo Carlos, e traduzidas em italiano por Daniele Pace (1935-1985). Segundo a Wikipédia em italiano, este cantor, letrista, compositor e ator nascido e falecido em Milão também traduziu dos brasileiros La donna di un amico mio (Namoradinha de um amigo meu) e Jesus Cristo, antes de morrer precocemente de infarto.

Há alguns anos também postei aqui as canções Un gatto nel blu, que é originalmente italiana, e a referida La donna di un amico mio, com clipes gravados na mesma ocasião. Na época, eu tinha a perspectiva de logo traduzir outras gravações do “Rei” em italiano, mas acabei demorando por razões acadêmicas. Uns meses antes de minha expulsão do YouTube (agosto de 2021), os vídeos enfim vieram, mas desde então eles ficaram indisponíveis ao público. Portanto, considero que a postagem de hoje continua a de alguns anos atrás, e espero que não seja a última!

O primeiro vídeo é datado de 1968, ano em que o cantor ganhou junto com Sergio Endrigo o célebre Festival de Sanremo e estava badalado na Itália, como um jovem artista sul-americano. Este é um playback sem público de sua música Eu te amo, eu te amo, eu te amo e traduzida por Pace como Io ti amo. O segundo, ao qual Adailton Moura, que também posta outros materiais do astro, inseriu um áudio remasterizado em estúdio nas imagens originais da TV, representa Por isso corro demais traduzida como A che serve volare. E o terceiro vídeo traz Eu disse adeus sob a versão Io dissi addio. Obviamente não são traduções literais dos textos em português, embora em muitos versos isso tenha realmente sido possível.

Existem também algumas gravações de Roberto Carlos em francês, como La guerre des gosses, versão de sua A guerra dos meninos. Isso só mostra sua versatilidade e boa recepção no exterior, embora nem todos gostem do seu estilo ou, sobretudo, de seu caráter. Por enquanto fiquem com minhas fontes das letras do primeiro, do segundo (que tem apenas um verso diferente do que aparece no áudio) e do terceiro vídeos. Abaixo, além das legendas, estão também os mesmos textos italianos e suas traduções:


Son finiti i bei tempi
Dei sorrisi e dell’amore,
Io ricordo che una volta
Ero sempre innamorato.

Il telefono non suona più,
La mia casa è nel silenzio.
Ti ricordi, amore mio,
Quante ore abbiam passato
Al telefono io e te?
“Io ti amo, io ti amo” mi dicevi!

Giravamo per le strade,
Ogni notte fino all’alba,
Quando poi tornavo a casa
E salivo le mie scale,
Il telefono suonava,
Eri tu che mi chiamavi.

Ti ricordi, amore mio,
Quante ore abbiam passato,
Quante volte hai detto a me:
“Io ti amo, io ti amo, io ti amo”.

Ma l'amore, l’amore,
Perché m’ha lasciato?
Perché m’ha tradito?
Mai più sentirò la voce di lei,
Di lei che mi dice:
“Io ti amo, io ti amo, io ti amo”.

Il telefono suonava,
Eri tu che mi chiamavi.
Ti ricordi, amore mio,
Quante ore abbiam passato,
Quante volte hai detto a me:
“Io ti amo, io ti amo, io ti amo”.

Ma l'amore, l’amore,
Perché m’ha lasciato?
Perché m’ha tradito?
Mai più sentirò la voce di lei,
Di lei che mi dice:
“Io ti amo, io ti amo, io ti amo”.

“Io ti amo, io ti amo, io ti amo”.

____________________

Acabaram os belos tempos
Dos sorrisos e do amor,
Eu me lembro que uma vez
Estava sempre apaixonado.

O telefone não toca mais,
Minha casa está em silêncio.
Você se lembra, meu amor,
Quantas horas passamos
Eu e você no telefone?
“Eu te amo, eu te amo”, você me dizia!

Passeávamos pelas ruas,
Cada noite até amanhecer,
Quando depois voltava pra casa
E subia minhas escadas,
O telefone tocava,
Era você ligando pra mim.

Você se lembra, meu amor,
Quantas horas passamos,
Quantas vezes você me disse:
“Eu te amo, eu te amo, eu te amo”.

Mas o amor, o amor,
Por que me deixou,
Por que me traiu?
Nunca mais vou ouvir a voz dela,
A voz dela me dizendo:
“Eu te amo, eu te amo, eu te amo”.

O telefone tocava,
Era você ligando pra mim.
Você se lembra, meu amor,
Quantas horas passamos,
Quantas vezes você me disse:
“Eu te amo, eu te amo, eu te amo”.

Mas o amor, o amor,
Por que me deixou?
Por que me traiu?
Nunca mais vou ouvir a voz dela,
A voz dela me dizendo:
“Eu te amo, eu te amo, eu te amo”.

“Eu te amo, eu te amo, eu te amo”.


Veloce come il vento
Io correvo verso te,
La strada sempre uguale
Scompariva agli occhi miei.

Ma a che serve volare,
Sempre volare,
Quando l’amore
Non aspetta più te.

Ti vedevo nello specchio,
Eri bella come allora,
Sembravi la regina
Del tramonto e dell’aurora.
[Della notte e dell’aurora.]

Ma a che serve volare,
Sempre volare,
Quando l’amore
Non aspetta più te.

Ma nel fondo di ogni uomo
La speranza sempre c’è,
Per questo che correvo
Come il vento verso te.

Io volevo credere
A un miracolo, chissà,
Io volevo credere
A un miracolo, ma.

Ma a che serve volare,
Sempre volare,
Quando l’amore
Non aspetta più te.

Io tornavo lentamente
Dopo aver visto te,
La strada nel ritorno
Era lunga come mai.

Ma a che serve volare,
Sempre volare,
Tanto il mio amore
Non mi vuole mai più.

Se veloce come il vento
Io correvo verso te,
Piangendo come un bimbo
Io tornavo a casa mia.

Ma a che serve volare,
Sempre volare,
Quando l’amore
Non aspetta più me.

A cosa serve volare!
A cosa serve volare!

____________________

Rápido como o vento
Eu corria até você,
A estrada sempre igual
Sumia da minha vista.

Mas pra que serve voar,
Sempre voar,
Quando o amor
Não espera mais você?

Eu via você no espelho,
Estava bela como então,
Parecia-se com a rainha
Do pôr-do-sol e do amanhecer.
[Da noite e do amanhecer.]

Mas pra que serve voar,
Sempre voar,
Quando o amor
Não espera mais você?

Mas no fundo de todo homem
Existe sempre a esperança,
Era por isso que eu corria
Como o vento até você.

Eu gostaria de acreditar
Num milagre, quem sabe,
Eu gostaria de acreditar
Num milagre, mas...

Mas pra que serve voar,
Sempre voar,
Quando o amor
Não espera mais você?

Eu voltava devagar
Depois de ter visto você,
E na volta a estrada estava
Mais longa do que nunca.

Mas pra que serve voar,
Sempre voar,
Ainda mais que meu amor
Não gosta mais de mim?

Se rápido como o vento
Eu corria até você,
Chorando como criança
Eu voltava pra minha casa.

Mas pra que serve voar,
Sempre voar,
Quando o amor
Não me espera mais?

Pra que serve voar?
Pra que serve voar?


Io dissi addio
Sapevo di sbagliare
Ma dissi addio
E vidi sulla terra
Tutti i sogni miei
Io dissi addio
Alle illusioni
E ai sogni miei

Io dissi addio
E vidi il mondo intero
Che cadeva giù
Volevo esser felice
E son finito qui
Son condannato ormai
Tra i suoi ricordi
Tra i suoi ricordi

La nostra casa è sempre uguale
Tutto, tutto quello che era di noi due
Ma è stato meglio dire addio in quel momento
Per poi non pianger più

Io dissi addio
Adesso non ci credo
Ma dissi addio
Addio alle illusioni e ai sogni miei
Io piango la mia donna, ma le dissi addio
Le dissi addio

La nostra casa è sempre uguale
Tutto, tutto quello che era di noi due
Ma è stato meglio dire addio in quel momento
Per poi non pianger più

Io dissi addio alle mie illusioni
Io dissi addio al, pianto
A tutto dissi addio

____________________

Eu disse adeus
Sabia que estava errado
Mas disse adeus
E vi caírem por terra
Todos os meus sonhos
Eu disse adeus
Às ilusões
E aos meus sonhos

Eu disse adeus
E vi o mundo inteiro
Cair ladeira abaixo
Eu queria ser feliz
E agora acabei aqui
Ficarei condenado
Por entre os resquícios dele
Por entre os resquícios dele

A nossa casa é sempre igual
Tudo, tudo o que era de nós dois
Mas foi melhor dizer adeus naquela hora
Pra depois não chorar mais

Eu disse adeus
Não estou acreditando nisso
Mas disse adeus
Adeus às ilusões e aos meus sonhos
Choro por minha amada, mas lhe disse adeus
Lhe disse adeus

A nossa casa é sempre igual
Tudo, tudo o que era de nós dois
Mas foi melhor dizer adeus naquela hora
Pra depois não chorar mais

Eu disse adeus às minhas ilusões
Eu disse adeus ao choro
A tudo eu disse adeus