Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 de julho de 2019

O Hino Nacional da Transnístria (1990)


Link curto para esta postagem: fishuk.cc/transnistria


Primeiramente, me perdoem pela ausência de um mês nas postagens. Por causa de inúmeras tarefas de traduções editoriais, decidi deixar a página “cozinhando” por algum tempo, sem ter avisado a vocês! Achei melhor não ter dado o aviso pra não causar muito alarde, e pra logo reunir forças visando terminar as traduções. Se eu tivesse mantido a página no mesmo ritmo de atualização, postando conteúdo a cada dois dias, eu não teria tido tempo nem forças pra concluir aquele serviço. Por isso, agora que as coisas se ajeitaram, não se preocupem: vou voltar a publicar dia sim, dia não, conteúdos novos ou coisas antigas que estavam guardadas comigo!



Há anos me pediam tanto pra fazer a legendagem abaixo, que decidi fazê-la alguns dias atrás, quando já tinha aliviado o peso das minhas incumbências acadêmicas e profissionais. Traduzindo livremente, esta canção se chama Glória a você, Transnístria, dizendo-se Slăvită să fii Nistrene em moldávio (romeno), My slávim tebiá, Pridnestróvie em russo e My slávymo tebé, Prydnistróvia em ucraniano. É usada como um hino oficial da região da Transnístria, às margens do rio Dniestr, oficialmente parte da Moldova e fazendo fronteira com a Ucrânia, mas se reivindicando república independente, com um governo semelhante ao da antiga União Soviética. O território é considerado, por isso, como “o último pedacinho restante da URSS” na Europa Oriental, usando até mesmo a velha bandeira da RSS da Moldávia (hoje a República da Moldova independente) e o mesmo brasão, com algumas adaptações. Dada a localização geográfica e a composição cultural da Transnístria, existem versões do hino em três línguas: russo (língua majoritária da URSS), moldávio (na verdade, um dialeto do romeno) e ucraniano (fronteira com a Ucrânia).

A região da Transnístria (ou Transdniéstria, em alusão ao rio Dniestr), oficialmente proclamada como República Moldávia da Transnístria, é uma estreita faixa de terra que se estende daquele rio até o território da Ucrânia e se declarou um Estado independente em 1990, pouco antes do fim da URSS, mas é internacionalmente reconhecida apenas como parte da República da Moldova, antiga República Socialista Soviética da Moldávia criada em 1945. Conhecida como uma das regiões de conflito territorial “congelado” pós-soviético, a república só é reconhecida por outros três símiles territórios separatistas: Artsaque (Nagorno-Karabakh), Abcázia e Ossétia do Sul. O diferencial da região é que a maioria étnica se compõe de russos (34%), e só a seguir vêm os moldávios, ucranianos e um pouco de búlgaros, sendo o russo a língua interétnica e principal língua oficial. A capital Tiráspol, se não consideramos a Transnístria como um território independente, é a segunda maior cidade da Moldova. A Transnístria é uma das raras entidades geopolíticas que ainda ostenta símbolos comunistas, e a única do mundo cuja bandeira ainda tem a foice e o martelo. Pobre economicamente, considera-se, porém, que desfruta de uma situação relativamente melhor do que o resto da Moldova (esta com IDH 0,7 em 2018, Brasil com 0,759), resultado da forte concentração industrial e energética sob a URSS, apesar da escassa população.

A melodia do Hino Nacional da Transnístria foi retirada da canção russo-soviética Da zdravstvuiet nasha derzhava (Viva nosso Estado-potência), criada em 1942 por Boris Aleksandrov (melodia) e Aleksandr Shilov (letra) e que já postei aqui traduzida e legendada. A música de 1942 concorreu à escolha como novo hino da URSS em 1943, mas perdeu pra melodia do pai de Boris, Aleksandr, que ficou conhecida como hino nacional de Stalin. Com a velocidade reduzida, ela recebeu uma nova letra em russo, moldávio e ucraniano, cada trecho não sendo uma tradução literal dos outros, escrita por Borys Parmenov, Nicholas Bozhko e Vitali Pyshchenko, e assim o hino da Transnístria nasceu. Adotado já em 1990, inicialmente era executado só em russo, mas depois houve a possibilidade de se usarem as outras línguas; isso deve ter sido a partir de 2000, quando, segundo a Wikipédia russa, o hino foi ratificado. Na página do governo em russo, há todas as disposições a respeito do hino, além da bandeira e brasão oficiais.

Eu baixei desta página a linda animação sem legendas, que tem um áudio (de autoria que desconheço) já muito difundido na internet e encontrado inclusive na Wikipédia. Copiando as três letras originais da Wikipédia, eu mesmo traduzi direto do russo e do ucraniano, e no caso do moldávio, como aos poucos estou adquirindo rudimentos da língua romena, consultei lentamente várias palavras no dicionário. Mesmo assim, neste caso, também me vali das traduções em inglês, francês, espanhol e, em parte, alemão pra me ajudar substancialmente. Eu também escrevi as legendas em duas línguas a cada tela, usando o alfabeto latino pro moldávio e meu próprio sistema de transliteração do russo e do ucraniano. Dada a dominação soviética, o moldávio foi também escrito em alfabeto cirílico, mas acho essa versão muito feia.

Tanto no caso do russo quanto do moldávio, é forte o sotaque regional dos(as) cantores(as), mas não é nada que fuja muito do padrão. Vejam duas vezes o vídeo abaixo, postado na TV Eslavo, lendo primeiro as legendas em português e depois nas línguas originais! Originalmente o hino é composto de duas partes autônomas e um refrão, sendo que no caso do russo e do ucraniano só se canta a primeira parte, enquanto em moldávio se canta a segunda: em breve pretendo legendar o áudio de cada hino separadamente, cujas traduções completas já tenho aqui comigo. Após a legendagem, seguem as versões completas em cirílico russo e ucraniano, em moldávio cirílico e latino e suas traduções:




Russo:

1. Мы славу поём Приднестровью,
Здесь дружба народов крепка,
Великой сыновней любовью
Мы спаяны с ним на века.

Cantamos glória à Transnístria,
Aqui é forte a amizade dos povos,
Com um grande amor de filhos
Estamos unidos a ela para sempre.

Восславим сады и заводы,
Посёлки, поля, города ‒
В них долгие славные годы
На благо Отчизны труда.

Louvemos os jardins e fábricas,
Povoados, campos e cidades
Que por longos anos gloriosos
Geraram o esforço da Pátria.

Припев:
Пронесём через годы
Имя гордой страны
И Республике свободы
Как правде, мы будем верны.

Refrão:
Carreguemos através dos anos
O nome do país orgulhoso,
E à República da Liberdade,
Como à verdade, seremos fiéis.

2. Мы славим родные долины,
Седого Днестра берега.
О подвигах помним былинных,
Нам слава отцов дорога.

Damos glória aos vales natais,
Às beiras do velho rio Dniestr,
Lembremos as façanhas épicas,
A glória dos pais nos é querida.

Восславим мы всех поимённо,
Погибших за наш отчий дом.
Пред памятью павших священной
Отечеству клятву даём.

Louvemos todos os nomes que
Morreram por nosso lar paterno.
Ante a memória sagrada dos caídos
Prestamos juramento à Pátria.

(Припев 2x)

Moldávio (romeno):

1. Трэяскэ Нистрения-мамэ,
О царэ де фраць ши сурорь,
Че драгосте фэрэ де сямэн
Ць-о дэруе фийче, фечорь.
(Trăiască Nistrenia-mamă,
O țară de frați și surori,
Ce dragoste fără de seamăn
Ți-o dăruie fiice, feciori.)

Viva nossa mãe Transnístria,
Um país de irmãos e irmãs,
Que amor sem comparação
Suas filhas e filhos lhe deram.

Кынта-вом ливезь ши узине,
Ораше, кэтуне, кымпий,
Ку еле ши’н зиуа де мыне
О, царэ, просперэ не фий!
(Cânta-vom livezi și uzine,
Orașe, cătune, câmpii,
Cu ele și-n ziua de mâne
O, țară, prosperă ne fii!)

Cantaremos, pomares, fábricas,
Cidades, aldeias, planícies,
Com eles e no dia de amanhã,
Ó, país, seja própsero para nós!

Рефрен/Refren:
Прин време пурта-вом
Нумеле мындрей цэрь.
Ту, Република либертэций,
Ешть крезул ын пашниче зэрь.
(Prin vreme purta-vom
Numele mândrei țări.
Tu, Rеpublica libertății,
Ești crezul în pașnice zări.)

Refrão:
Portaremos através do tempo
O nome do país orgulhoso.
Você, República da Liberdade,
É crença em horizontes pacíficos.

2. Кынта-вом ши вэй, ши колине,
Лучеферь дин Ниструл кэрунт,
Баладе’нцелепте, бэтрыне,
Че’н вякурь дестойничь не-ау врут.
(Cânta-vom și văi, și coline,
Luceferi din Nistrul cărunt,
Balade-nțelepte, bătrâne,
Ce-n veacuri destoinici ne-au vrut.)

Cantaremos os vales, as colinas,
Estrelas-d’alva no velho rio Dniestr,
As baladas sábias e antigas,
Que em séculos nos quiseram bem.

Слэви-вом ероикул нуме,
’Н ачя бэтэлие кэзут
Ши’н фаца меморией сфинте
Ной цэрий журэм сэ-й фим скут!
(Slăvi-vom eroicul nume,
’N acea bătălie căzut
Și-n fața memoriei sfinte
Noi țării jurăm să-i fim scut!)

Louvaremos o nome heroico
Que tombou naquela batalha,
E diante da memória sagrada
Juramos ao país ser seu escudo!

(Рефрен/Refren 2x)

Ucraniano:

1. Ми славимо край Придністров’я,
Де люди пишаються тим,
Що дружбою, ладом, любов’ю
Навіки пов’язані з ним.

Louvamos a terra da Transnístria,
Onde as pessoas se orgulham de,
Com amizade, concórdia e amor,
Estarem unidas a ela para sempre.

Прославимо наші заводи,
Широкі лани і міста,
Тут чесно працюють народи
На благо Вітчизни труда.

Louvemos nossas fábricas,
As vastas lavouras e cidades
Onde povos trabalham com honra
Gerando o esforço da Pátria.

Приспів:
Через доли і води
Пронесемо ім’я
Ми Республіки свободи,
Хай живе тут народів сім’я

Refrão:
Através dos vales e águas
Nós carregaremos o nome
Da República da Liberdade,
Viva a família de povos daqui!

2. Ми славимо рідні долини,
Красоти Дністра берегів,
І нам не забути билини
Про подвиги наших батьків.

Louvamos os vales natais,
A beleza à beira do rio Dniestr,
Nunca esqueçamos as epopeias
Sobre as façanhas de nossos pais.

Прославимо всіх поіменно
Полеглих за наш отчий дім,
Де пам’ять загиблих священна,
Вітчизні співаємо гімн.

Louvemos todos os nomes que
Tombaram por nosso lar paterno.
Onde é santa a memória dos mortos
Cantamos o hino para a Pátria.

(Приспів 2x)



Entre a Moldova (em verde) e a Ucrânia, o território da Transnístria em vermelho.